Fraldas Pampers Contêm Agentes Cancerígenos?

0

Milhões de pais as usam para manter seus bebês frescos e limpos entre as trocas. Mas as fraldas descartáveis, as quais muitas vezes contêm produtos químicos adicionados destinados a proteger as áreas sensíveis dos bebês de erupções cutâneas e irritação da pele, podem estar aumentando seu risco de câncer ao mesmo tempo.

Uma nova pesquisa da associação de saúde francesa, a ASEF, identificou uma série de substâncias cancerígenas da popular marca de fraldas Pampers, e diz que ela tem um risco grave de câncer. Uma dessas substâncias é o petrolato, um lubrificante derivado do petróleo que, embora forneça hidratação, tem sido associado causar câncer.

Dependendo de como este petrolato foi derivado, ele também pode conter outros subprodutos químicos tóxicos como os hidrocarbonetos aromáticos policíclicos, ou HAP. Estas substâncias causadoras de câncer são as mesmas geradas quando a carne é cozida em altas temperaturas, criando o comum “tostado”.

Estas e outras substâncias cancerígenas estão associadas aos cânceres da pele, pulmões, bexiga, fígado, estômago e mais. E devido elas estarem essencialmente em contato com as partes inferiores das crianças durante todo o dia, o risco é muito maior do que muitos pais percebem – tanto quanto “horas 23 e meio por dia”, para citar as palavras de Ludivine Ferrer, líder da ASEF, em declarações ao jornal francês Le Parisien.

Embora seja legal ter minúsculos vestígios, isso é muito pouco do ponto de vista moral“, acrescentou, observando que os efeitos a longo prazo da exposição a esses produtos químicos são bem conhecidos, incluindo o câncer. Se fossem imediatamente discerníveis, diz ele, “os fabricantes teriam mudado seus métodos de manufatura há muito tempo.”

Processos miram as fraldas Pampers para os produtos químicos prejudiciais que não constam como ingredientes

Muitas pessoas não estão cientes disto, mas os fabricantes de fraldas nem sequer são obrigados pela lei dos EUA a divulgarem cada ingrediente único utilizado em fraldas descartáveis. É uma brecha legal que permite que as empresas como a Pampers fujam apenas listando a “vaselina” como um ingrediente, quando, na realidade, existem potencialmente dezenas de outras substâncias também presentes.

Isso torna o risco de câncer ainda mais problemático, uma vez que torna-se cada vez mais mais difícil avaliar quanto produtos químicos uma criança é exposta em suas áreas privadas que entram em contato direto com os plásticos e outros materiais encharcados nestes produtos químicos.

Um estudo publicado pela Andersen Laboratories em 1999, que foi publicado na revista Archives of Environmental Health, expôs o fato de que as emissões das fralda são fortes e persistentes. Rosalind Anderson, principal autora do estudo, citou vários produtos químicos, “com toxicidade respiratória documentada”, os quais resultaram sintomas de desenvolvimento de asma em testes em ratos.

Entre estes produtos químicos está o etilbenzeno, uma toxina que é disruptor endócrino, neuro-prejudicial, bem como o estireno, um cancerígeno químico conhecido por causar câncer. Há também o isopropileno, uma neurotoxina conhecida que a investigação mostra ser prejudicial ao fígado e aos rins, e pode também levar à formação de câncer – para não mencionar longa lista de plásticos, adesivos, lubrificantes e outros ingredientes normalmente utilizados em fraldas descartáveis

Pelo menos dois processos foram movidos contra a Procter & Gamble, dona da Pampers, ao longo dos irritantes químicos utilizados em vários produtos de fraldas da empresa. Muitos pais e grupos de defesa do consumidor pediram que a empresa pare de usar esses produtos químicos e que trouxesse de volta as versões antigas de fraldas que não continham-los, mas sem sucesso.

O negócio de fraldas é uma indústria de auto-regulação, ou seja, cabe as empresas de fraldas garantir que elas estejam em conformidade com os regulamentos de segurança“, escreveu Anna Sharratt para a CBC News . “A pesquisa sobre o assunto é escassa. Além dos inúmeros sites criados pelos grupos de eco-conscientes ou fornecedores de fraldas orgânicas, existe muito pouca literatura científica sobre os produtos químicos que os fabricantes utilizam nas fralda.

FONTE Leia mais

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!