Os enormes túneis subterrâneos de 12.000 anos de antiguidade

0

Há mais de 12.000 anos, os povos antigos da Europa começaram a construir um maciço de túneis subterrâneos em todo o continente. Ninguém sabe por quê ou como esses túneis foram feitos, mas estão entre as coisas mais surpreendentes atribuídas ao homem há milhares de anos. Na verdade, há mais de 10.000 anos, o homem antigo foi capaz de construir algumas das estruturas mais fascinantes conhecidas pelo homem. Uma prova disso é o santuário Göbekli Tepe.

Arqueólogos descobriram na Alemanha milhares de modernos túneis subterrâneos que datam da Idade da Pedra. Estes túneis espalhados por toda a Europa, da Escócia até a Turquia, deixaram intrigados os pesquisadores acerca de sua função original. Qual seria o propósito destes enigmáticos túneis? Eles foram usados ​​como túmulos? Foram câmaras gigantes usadas para rituais religiosos? Ou foram esconderijos destinados a fornecer proteção contra predadores? Ou simplesmente para o caso de um cataclisma global? Não perca o resto do artigo…

Em toda a Europa, os arqueólogos começaram a explorar os numerosos túneis. Muitos pesquisadores, incluindo o arqueólogo alemão Heinrich Dr. Kush, acreditam que esses túneis megalíticos foram usados ​como estradas modernas, permitindo a movimentação das pessoas e conectando-as a lugares distantes na Europa. No livro Segredos da porta subterrânea para um mundo antigo (em alemão: Tore zur Unterwelt), o Dr. Kush afirma que evidências dos túneis subterrâneos foram encontradas sob dezenas de assentamentos neolíticos, em toda a Europa.

Estes enormes túneis são muitas vezes chamados de estradas antigas. Curiosamente, muitos desses grandes túneis ainda existem em toda a Europa, e os pesquisadores estão começando a localizá-los e a descobri-los. Dr. Kush diz que “em toda a Europa, havia milhares desses túneis, do norte da Escócia até o Mediterrâneo. São intercalados em alguns locais e maiores em outros locais, havendo assentamentos ou câmaras de armazenamento e quartos. Nem todos se unem mas, juntos, formam uma rede subterrânea enorme.”

Em seu livro, o Dr. Henry Kush, Professor da Universidade Karl-Franzen, de Graz, juntamente com sua esposa, Ingrid, analisa a intrincada rede de túneis na região de Estíria, na Áustria, cujo objetivo continua a ser um mistério profundo. Até agora, não há nenhuma explicação sobre o papel dos túneis que satisfaça os pesquisadores. Há testes de radiocarbono feitos em materiais orgânicos encontrados nos túneis que datam de milhares de anos.

Muitas das chamadas câmaras estão ligadas a locais de interesse ou a antigos assentamentos. As entradas dos túneis, às vezes, se encontram perto de antigas casas de fazenda, igrejas, antigos cemitérios ou no meio das florestas. Estes túneis foram construídos por pessoas que sabiam exatamente o que estavam fazendo. Os construtores eram extremamente experientes e os túneis foram criados de modo que estas gigantescas estradas subterrâneas pudessem sobreviver por dezenas de milhares de anos.

Na verdade, os antigos construtores criaram um método de construção em ziguezague que permitia que os túneis suportassem um peso excessivo. Túneis semelhantes aos encontrados na Áustria e na Alemanha, foram descobertos em toda a Europa, especialmente nas Espanha, Hungria, Turquia, Inglaterra e até mesmo na Bósnia. No entanto, ninguém foi capaz de explicar como ou por que foram construídos esses túneis antigos. Especialistas acreditam firmemente que a extensa rede de túneis foi idealizada como uma maneira de se proteger dos perigos do mundo exterior.

Muitos pesquisadores acreditam que os túneis eram usados ​​como auto-estradas modernas, permitindo às pessoas circularem livremente por todo o continente em tempos de guerra ou de epidemias. No entanto, existem alguns pesquisadores que acreditam que a rede de túneis na Europa é apenas uma pequena descoberta que, eventualmente, acabará por levar a um mundo subterrâneo enorme esperando para ser descoberto. Independente de qualquer coisa, é impressionante descobrir que as pessoas foram capazes de criar estes túneis há dezenas de milhares de anos.

Enquanto os arqueólogos da corrente principal promovem firmemente a crença de que há 10.000 anos atrás o homem antigo era extremamente primitivo, algumas descobertas como o santuário de Göbekli Tepe, estimado em 12.000 anos, as pirâmides de Gizé e Stonehenge mostram que nossos antepassados ​​tinham técnicas extremamente avançadas, tecnologias e meios que, finalmente os permitiram erguer algumas das estruturas mais importantes e surpreendentes ao redor do mundo.

A descoberta dos túneis indica claramente que o homem antigo não passava seus dias só caçando animais e coletando frutos, mas dedicava-se a trabalhos de engenharia que requeriam enormes recursos intelectuais e de desenho. Sem dúvida esses túneis não são exclusivos da Europa. Na verdade, existem inúmeras culturas antigas do mundo que mencionam a existência de túneis semelhantes que levam a um mundo inferior. De acordo com os índios Macuxi, da Amazônia, uma vasta rede de túneis conectam o nosso mundo com câmaras misteriosas localizadas abaixo da superfície.

Os Macuxi são indígenas e vivem na Amazônia, em países como o Brasil, Guiana e Venezuela. De acordo com suas lendas, são descendentes dos Filhos do Sol, o Criador do Fogo e das Enfermidades e os Protetores da “Terra Interior”. Até o ano de 1907, os Macuxies entraravam em alguma espécie de caverna e viajavam de 13 a 15 dias para chegar ao interior. É lá, “no outro lado do mundo, no interior da Terra”, onde viveriam os Gigantes, criaturas com cerca de 3 ou 4 metros de altura. Você achou interessante? Então não hesite em compartilhar este artigo com todos e não se esqueça de deixar um Like em nossa página de Facebook!

Fonte: ancient-code

About Author

Trabalha na área de Controle de Qualidade em uma empresa Suíça. A espiritualidade fez com que Marluce despertasse espiritualmente. Sem um certo nível de consciência espiritual é impossível perceber a magia da vida.