OVNIs estavam sendo reportados próximos da Base da Força Aérea McGuire e na Base próxima, Fort Dix, em Nova Jersey (EUA), antes da polícia ter sido requisitada para investigar o caso.

Mas os eventos que alegadamente transcorreram vão muito além dos avistamentos tradicionais de OVNI. Alega-se que um oficial da polícia militar em Fort Dix reportou ter visto “um objeto passar por sobre seu veículo em baixa altitude”, enquanto ele dirigia.

Após frear, ele alega ter visto na frente de seu carro “um ser pequeno, com cabeça grande, olhos pretos, e corpo muito delgado”.  O oficial alega ter entrado em pânico, sair do carro e sacar sua pistola automática .45, antes de mandar a criatura deitar no chão. Porém, após seu pedido ser ignorado, ele teria atirado várias vezes.

Alega-se que a criatura ferida pulou a cerca para dentro da base McGuire e correu para a pista de pousos e decolagens. Mas, de acordo com o caso, ela então caiu morta.

O Sargento Jeff Morse é mencionado como sendo a testemunha que permitiu o acesso da polícia à cena.  Mas alega-e que este se trata somente de um pseudônimo que lhe foi dado para evitar que sua verdadeira identidade vazasse.

Segundo a omni.media, a polícia encontrou “o corpo, agachado em posição fetal, sem respirar. Estava realmente morta. Chocados, mas mantendo o protocolo, eles começaram a cercar a área. De repente, um grupo de oficiais militares usando boinas azuis chegaram, distanciando Morse da área. Morse assistiu de longe enquanto este novo grupo de boinas azuis, que ele já havia visto antes, pareciam tomar conta da situação.”

O investigador de OVNIs, Leonard Springfield, mais tarde entrevistou Morse sobre o bizarro suposto evento.

Morse foi citado por Springfield como tendo dito que “ele nunca ficou próximo o suficiente para observar os detalhes, tais como características faciais, ou suas mãos e pés”. Porém, ele lembrou “que, sob a luz dos faróis da caminhonete, a pele do corpo sem roupa e sem pelos era úmida, brilhante e similar à de uma cobra. A entidade tinha aproximadamente 1,20 metros de altura, com uma cabeça grande, torso esbelto, braços e pernas finas e, de forma geral, de coloração marrom acinzentada.

Springfield ainda disse:

Enquanto estava patrulhando, Morse assistiu os especialistas de Boinas Azuis borrifarem o cadáver a partir de um tanque portátil, cobrindo-o com um lençol branco.  Antes, o corpo havia sido colocado cuidadosamente numa plataforma e uma armação de madeira foi construída ao seu redor.

Finalmente isto foi colocado num recipiente quadrado de metal prateado, de aproximadamente 3 metros por 3 metros, com marcações azuis indistinguíveis.

Ele diz que, após o ocorrido, lhe disseram que uma aeronave de carga C-141 pousou no local, o ser foi levado a bordo, e suspeita-se que ele foi levado para a Base Wright-Pattersoon da Força Aérea, em Dayton, Ohio.

Alguns teóricos da conspiração alegam que esta é a mesma base aérea onde corpos alienígenas do suposto acidente com um OVNI que ocorreu em 1947, próximo da cidade de Roswell, foram levados secretamente.

Alega-se que Morse e o policial foram separados e alertados a nunca falar sobre o incidente de novo, ou arriscariam perder seus empregos.

De acordo com pesquisadores de OVNIs, o Sr. Morse e outras testemunhas tiveram que ir mais tarde para a Wright Patterson, onde teriam sido interrogados.

Morse disse anos mais tarde:

Eles me falaram sobre meu dever de manter minha boca fechada… eu assinei um formulário e isto me obriga pelo resto da minha vida.

O site omni.media republicou o caso. No artigo é perguntado:

Teria um militar policial, em pânico e com o dedo sensível, realmente atirado e matado um alienígena aquela noite?

Poderemos nunca saber a verdade. O acobertamento deste e tantos outros incidentes aparentes deste tipo têm sido tão lacrados, que aqueles envolvidos temem o pior pelos seus empregos, e talvez até mesmo por suas vidas.

Mas se este caso de morte de alienígena for verdadeiro, então temos muito mais que temer do que somente as ameaças militares.

O incidente teria acontecido em 18 de janeiro de 1978.

OVNI HOJE

Fonte

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!