milhões de pessoas que desaparecem a cada ano. Para onde elas vão?

3

A quantidade de pessoas que desaparecem todos os dias nos EUA é espantosa!

O que estaria acontecendo?

Relatos de pessoas desaparecidas nos últimos 25 anos têm aumentado em seis vezes.  Em 1980, as estatísticas eram de 150.000 pessoas a cada ano – este ano o número subiu para 900.000!  Mas os números também indicam que as forças policiais tratam os casos com mais seriedade agora, inclusive daqueles cidadãos marginalizados.

Se presumirmos que os adultos saíram por vontade própria, isto ainda resulta em mais de 58.000 crianças que não foram vítimas de disputas familiares, mas sim raptadas por estranhos. De acordo com o governo dos EUA, o número de crianças que desaparecem a cada ano é impressionante. E este número é quase 800.000!

O Departamento de Justiça dos EUA alega que 797.500 crianças (menores de 18 anos) são reportados como desaparecidas no período de um ano do estudo, resultando numa média de 2.185 crianças desaparecidas a cada dia.

203.900 crianças são vítimas de abdução familiar.

58.200 são vítimas de abduções por outras pessoas, não membros da família.

Se presumirmos que a maior parte das 58.200 crianças desaparecidas são raptadas por pessoas para fins sexuais pervertidos, onde estariam as outras crianças?

Elas não são encontradas em nenhum lugar. Teriam elas sido levadas para a Base Dulce, ou alguma outra instalação subterrânea similar?

Delator diz que a Terra é uma enorme fazenda de DNA para alienígenas, e os humanos são o alimento!

Já que não há estatística real alguma sobre a Base Dulce (pois trata-se de material secreto), vamos somente adivinhar que dessas 58.200 crianças desaparecidas, 365 são vítimas da Base Dulce – estamos falando de uma criança por dia para cada dia do ano.

Se começarmos a contar o ano que Tom Costello deixou a Base Dulce e, contando os 33 anos desde que ele saiu – estamos falando de 12.945 – que é o equivalente a uma pequena cidade de crianças desaparecidas.  Vamos presumir que um adulto seja raptado a cada dia e levado à Base Dulce também. Assim seriam mais 365 adultos – então estaríamos falando de 24.090 pessoas raptadas.

Assim, seriam uma criança e um adulto – mas Tom Castello alega que a quantidade de homens, mulheres e crianças que chegam na Base Dulce era na verdade 13 por dia, o ano todo. Assim, agora estamos falando de 1.745 pessoas por ano, e a quantidade de pessoas desaparecidas pelos últimos 33 anos desde que Tom saiu da Base Dulce seria 156.585 – e isso é só na Base Dulce – e estou ciente de 7 bases subterrâneas nos EUA.

Tenho certeza que há muito mais do que estas que descobri. Duas outras bases grandes são Telos City, na Califórnia, e outra no Arizona, rival da Base Dulce em tamanho.

Se presumirmos que outras bases militares subterrâneas profundas também raptam o mesmo número a cada ano – o número de pessoas desaparecidas pularia para 1.096.095 desde 1979.

Quem são estas pessoas desaparecidas? Por que elas foram escolhidas para sua passagem só de ida para a Base Dulce?  O que tem em seus DNAs que é importante o suficiente para serem raptadas e levadas para lá?  Quase todo mundo conhece alguém cujo membro da família desapareceu – isso não significa que eles foram levados para a Base Dulce – mas se eles não estão lá, então onde estariam?

Você acha que isto é algo que nunca acontecerá com a sua família?  Você acha que é cuidadoso demais?  Pense novamente – isto pode acontecer com qualquer família. Talvez nem toda a pessoa desaparecida seja uma criança, mas adultos desaparecem; homens e mulheres crescidos podem desaparecer sem deixar pistas. Talvez eles saíram por razões particulares, mas talvez não; talvez tenham sido levados.

Todo o ano, milhões de pessoas desaparecem – isso é equivalente ao tamanho da cidade de Dallas, no Texas, ou de Las Vegas, em Nevada – agora imagina acordar para descobrir que toda a população de Dallas de repente desapareceu!  É chocante perceber que as pessoas desaparecidas nos EUA a cada ano é suficiente para povoar uma grande cidade!

Isto acontece com pessoas normais, pessoas como você e eu…

Isto pode acontecer com a sua família também.

Isto aconteceu com a minha família, e tenho procurado pela minha filha desaparecida de 17 anos. Ainda espero encontrar minha filha Sabrina. Acredito que ela tenha partido por razões particulares, e algum dia ela irá contatar alguém na família e nos dizer que está feliz e viva. Não posso aguentar de pensar em qualquer outra alternativa, porque perdi meu filho Marc, de 34 anos, em 1999, e no ano seguinte, Sabrina desapareceu – ela ainda está desaparecida.

Quem irá desaparecer este ano?

FONTE

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!