Milhares de ratos invadem Myanmar

0

Habitantes de aldeias da ilha de Haingyi, em Myanmar, estão enfrentando uma invasão de ratos. De acordo com as agências, milhares de animais, apareceram no local e apresentam ameaças à população local. Para se livrar das ratazanas, autoridades resolveram oferecer recompensa de 50 kyats, o equivalente a R$ 0,12, por cada roedor morto.

Pelas redes sociais, moradores publicam imagens de pilhas de ratos mortos. Um habitante local contou que os animais são caçados com “paus, pedras e estilingues”.

“Mais de 4 mil ratos morreram desde o início do ataque às aldeias”, disse o deputado Phyo Zaw Shwe.

A invasão de roedores está sendo interpretada por algumas pessoas como sinal precursor de uma catástrofe. Tradicionalmente, acredita-se que quando esses animais surgem, é um presságio de que alguma catástrofe irá acontecer. As pessoas da ilha estão temerosas de que ocorram inundações ou terremotos.

Vários estudos de cientistas japoneses demonstraram que os ratos e as ratazanas são sensíveis às ondas eletromagnéticas como as que costumam ser observadas antes de terremotos de grande magnitude. Nos últimos dias, não foi registrada nenhuma atividade sísmica significativa em Myanmar.

Myanmar

Com uma área total de 678 000 km², Myanmar é o maior país do sudeste da Ásia continental e o 40º maior do mundo. Seu território é um pouco maior do que a soma das áreas dos estados brasileiros de Minas Gerais e Santa Catarina. Cerca de 50% do país é ocupado pelas ricas florestas tropicais, que contém vários espécimes. Entre as árvores de maior importância, são encontrados a teca, o pau-ferro e a palmeira. Há, também, bosques de bambu. Nessas florestas, é possível encontrar uma grande quantidade de animais silvestres, como o tigre, o leopardo, o touro selvagem, o veado e o elefante. Os crocodilos vivem em certos rios do País.

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.