Sobre o uso abusivo da Ayahuasca

0

O chá de Ayahuasca é obtido da mistura de duas plantas e ervas muito abundantes nas florestas do Norte do Brasil, o o cipó jagube e o arbusto chacrona. Por lá ele é muito consumido pelos índios em rituais religiosos há milhares de anos. Trata-se de uma bebida de cor amarronzada e muito amarga. A sua popularização despertou o interesse de cientistas que agora começaram a estudar os seus possíveis benefícios para a saúde.

O poder alucinatório do chá de Ayahuasca se dá pela presença de uma substância chamada dimetiltriptamina. O tempo de duração dessa sensação pode variar de acordo com cada pessoa, mas geralmente dura entre 10 minutos e uma hora. Outras três substâncias – a harmina, harmalina e a tetrahidroharmina – são responsáveis pela sensação de prazer que a bebida proporciona. Tanto que algumas pessoas já o definiram como um antidepressivo natural, já que ele aumenta as taxas de serotonina no cérebro.

Usuários relatam, dentre outras sensações, ter os sentidos expandidos, os processos mentais e as emoções tornarem-se mais profundos. A experiência vivenciada é a de poder mover-se em muitas dimensões: “o voo da alma”, uma sensação de partida do espírito do corpo físico, para partir rumo a viagens astrais. Nestas viagens, ocorre a exploração tanto de novos aspectos do mundo ordinário como de “mundos paralelos”, que estariam além da percepção corrente. O usuário pode experienciar a sensação de ser colocado na situação de espectador externo de seus próprios atos, de tal modo que é chamado a um exame de consciência. Abre-se o portal para outras formas de realidade, do acesso ao inconsciente numa perspectiva psicanalítica e da criatividade do ponto de vista da neuropsicologia e da estética.

No entanto, é preciso usá-la da forma correta. Você precisa querer mudar, e fazer isso a cada dia. Observar seus pensamentos e atos. A meditação é essencial, e a paciência também, para a reforma íntima ocorrer. Sim, o chá ajuda, mas a resto é com você. Neste vídeo, Wilson Gonzaga nos alerta sobre o uso abusivo da Ayahuasca:

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.