Agência para emergências dos EUA se prepara para tempestade solar de grande magnitude

0

A Agência Federal de Gestão de Emergências dos EUA, de sila FEMA em inglês, estaria desamparada no caso de uma tempestade geomagnética.

Evento Carrington, que ocorreu em 1859, foi a maior tempestade geomagnética na história do clima espacial já gravada. Acredita-se que o evento foi causado por uma explosão de plasma magnetizado entrando na atmosfera terrestre, que foi ejetada de uma enorme erupção solar.

Os especialistas acreditam que a enorme erupção saiu do Sol e penetrou a atmosfera da Terra em apenas 17,6 horas. Agora, os documentos da FEMA, que foram conseguidos como resultado de um Pedido de Liberdade de Informação, mostram que as agências governamentais modernas instalaram um plano de contingência no caso de um Evento Carrington atingir novamente a Terra. Infelizmente, por sua própria admissão, a FEMA parece pensar que tal evento poderia sinalizar uma catástrofe completa no mundo moderno.

Os cientistas estão conscientes de que os eventos climáticos espaciais penetram a atmosfera da Terra de forma bastante regular, mas a grande maioria deles é inofensiva. Eventos que têm um impacto na vida do planeta são incrivelmente raros, e, no entanto, isso não significa que eles não poderiam acontecer no futuro.

O governo dos EUA agora está em uma posição muito melhor do que seus predecessores em 1859, pois eles possuem uma tecnologia muito superior, o que lhes permitirá prever quando ocorrerá um evento do estilo Carrington. Infelizmente, não parece que o governo tenha meios para detê-lo e isto pode ter consequências muito mais significativas do que o evento anterior, já que o mundo agora depende dos sistemas eletrônicos, os quais uma tempestade geomagnética poderia destruir.

O documento FEMA (http://www.governmentattic.org/24docs/UnpubFEMAgeomagRpts_2010.pdf) afirma que uma tempestade geomagnética da intensidade do Evento Carrington seria uma “catástrofe em câmera lenta”, principalmente porque os agentes do governo seriam seriamente prejudicado na sua capacidade de ajudar qualquer um. Uma poderosa tempestade geomagnética poderia destruir a rede elétrica e as redes de comunicação, o que significaria que algumas pessoas precisariam de assistência imediatamente. Infelizmente, a agência governamental acredita que, no espaço de 20 minutos após a tempestade, os satélites acima da Terra seriam completamente inúteis devido ao dano extremo aos painéis solares. Isso destruiria completamente as redes de serviços celulares e a tecnologia GPS, o que significaria que o governo seria seriamente prejudicado quando se trata de responder à catástrofe.

A conclusão terrível de tudo isso é que, se a Terra fosse atingida com outro Evento Carrington, então simplesmente não há nada que alguém possa fazer para ajudar.

(Fonte) | Ovni Hoje

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!