A bateria do seu celular vai perdendo a eficiência ao longo do tempo, isso é normal. Mas o que acontece com um carro elétrico? Quanto ele pode rodar até começar a perder eficiência? Um Tesla Model S na Finlândia está ajudando a entender melhor esses aspectos porque ele foi um dos primeiros (que se tem notícia) a passar dos 400 mil quilômetros rodados.

O sedã elétrico pertence a um taxistas finlandês, chamado Ari Nyyssönen, que adquiriu o carro no fim de 2014 e já registrou a distância considerável. Ele teve que fazer uma troca do motor elétrico e a bateria já teve um defeito que fazia com que a recarga não fosse possível e mostrasse apenas 60 quilômetros de autonomia – e a Tesla prontamente substituiu tudo, já que tanto as baterias quanto o conjunto motriz têm 8 anos de garantia sem limite de quilometragem.

Certo, mas o quanto a bateria nova sofreu depois de rodar tanto tempo? A degradação foi de apenas 7%, ou seja, 370 quilômetros em vez dos 400 originais, o que é um número relativamente bom para um carro que rodou tanto.

Nyysönen, por sua vez, que ir ainda mais longe: ele quer chegar na marca de 1 milhão de quilômetros e está muito feliz com seu carro. Se a parte de confiabilidade era uma dúvida a respeito dos elétricos, o sedã finlandês é um ótimo argumento.

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!