Aleluia, estava na hora de alguém ir contra o Facebook…

A Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD) anunciou, nesta segunda-feira, uma multa de 1,2 bilhão de euros por ter coletado informações de seus usuários, sem seu claro consentimento. Em um comunicado, a AEPD denunciou “a existência de duas infrações graves e uma gravíssima que violam a lei de proteção dos dados”.

Segundo o órgão governamental, a rede social coleta “dados acerca de ideologia, sexo, crenças religiosas, gostos pessoais ou navegação sem informar claramente sobre o uso e o propósito que dará a eles”, afirma o comunicado. A agência disse que a política de privacidade do Facebook tem “temos genéricos e incertos” e “não coleta adequadamente o consentimento de seus usuários ou não usuários, o que constitui uma infração série” das normas de proteção de dados.

De acordo com a AEPD, o Facebook não removeu os dados pessoais da sua base de dados nem quando um usuário pediu isso. A multa de 1,2 bilhão de euros é pequena perto do volume de negócios da empresa – a receita com publicidade foi de 9,2 bilhões de dólares no segundo trimestre.

Num comunicado, o Facebook disse que discorda “respeitosamente” da decisão da AEPD e que pretende recorrer dela. A empresa tem dois meses para isso. “Como esclarecemos para a agência de proteção de dados, os usuários escolhem as informações que querem acrescentar aos seus perfis e dividir com os outros, bem como sua religião. Contudo, não usamos essas informação para direcionar anúncios”, diz o comunicado.

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!