O terceiro olho refere-se ao Ajna, ou chacra da testa. Ele esta localizado entre as sobrancelhas dois dedos acima. Está ligado com a glândula pituitária. Ele é responsável pelo interior do indivíduo, e está bloqueado pela ilusão. Afinal, tudo já existe dentro de nós, mas não conseguimos acessar devido as ilusões que temos e experimentamos. Isso acaba sendo um bloqueio para que encontremos a verdade que existe dentro de nós.

Está diretamente ligado ao campo psíquico do ser humano, por isto o termo ajña também significa comando e atua sobre todos os elementos, funções e chakras do corpo – por ser mais sutil e possuir uma função muito específica. Ele é como um regente de uma orquestra.  Desenvolve a visão espiritual dando poder total no controle sobre o corpo e suas funções. Ele é a janela da alma espiritual e quando aberta pode desenvolver espiritualmente as capacidades psíquicas. Por isto, ele é o centro da intuição (ligado à glândula pineal), da sabedoria e conhecimento – e o trabalho de yoga sobre este chakra pode trazer profundo desenvolvimento da intuição, clarividência e telepatia. Possui vários nomes, tais como 3º olho, jñana chakshu, olhos do conhecimento, triveni, guru chakra e olhos de Shiva.

Desenvolver este chakra favorece imensamente a prática meditativa e o autoconhecimento. Não é por acaso que muitas escrituras sagradas, das mais variadas tradições, fazem referência a este chakra. Mesmo Platão diz que “os olhos da alma podem ser despertos por meios adequados.” Ao se controlar a mente e equilibrar os chakras básicos, ajna chakra abre comunicação com plataformas elevadas de consciência que estimulam a inspiração, criatividade, claridade dos pensamentos e da audição..

O terceiro olho é frequentemente associado com visões religiosas, clarividência, capacidade de observar chacras e auras, precognição e experiências fora do corpo. As pessoas que tem a capacidade de utilizar seu terceiro olhos são conhecidas como videntes.

Para algumas pessoas, a abertura do terceiro olho pode mostrar coisas que eles realmente não querem ver ou não estão preparados. Para outros, é um caminho de iluminação. É preciso ter certeza do que você quer.

ABRINDO O CHAKRA DO TERCEIRO OLHO:

EXERCÍCIO: Meditação Trataka (visualização da luz da vela)

O Fogo é uma força muito poderosa, é um portal de entrada para o nosso interior. É um símbolo de luz e ajuda a eliminar energias e pensamentos negativos. A mente se aquieta ao observar a chama da vela e aprofunda nossa auto observação.

Fixar o olhar na chama da vela sentindo que a vê com o seu coração é como cruzar um portal para a Paz, traz uma conexão maior com os mundos mais sutis, melhora nossa percepção, ajuda a focalizar a mente e auxilia a concentração.

Trataka é o nome em sânscrito para a pratica de fixação do olhar na chama da vela, e nos conecta a um estado ampliado de consciência, saindo do mental, dos pensamentos compulsivos levando nos ao estado de Presença no Sagrado

PRÁTICA:

1) Acenda uma vela e a coloque na distância de um metro perto de onde vai sentar-se em meditação e na direção da altura de seus olhos.

2) Sinta todo seu corpo dos pés a cabeça, respirando consciente e tranquilamente.

3) Olhe diretamente para o centro da chama da vela, concentre-se na língua do fogo, evite piscar, só o necessário. Quanto mais conseguir relaxar os olhos mais fácil fica.

4) Concentre-se…. não há nada além da chama da vela….do fogo….de sua dança….

5) Permita que a chama atraia seu olhar como o ímã atrai a agulha.

6) Fique por uns cinco minutos nesta observação e depois feche os olhos suavemente. Observe a imagem que você vê com os olhos fechados….concentre-se nela, podendo ser a própria chama, o fogo ou outra imagem ou impressão que ficou na sua retina, apenas observe, seja testemunha, não se apegue. Fique neste estado com os olhos fechados por volta de dois minutos.

7) Volte a abrir os olhos ficando por mais cinco minutos focando na chama da vela….no fogo….aprofunde a sua observação….sinta que você e o fogo se confundem….pensamentos…sensações….sentimentos…tudo passa pela chama da vela pelo fogo…deixe-se atrair e ser atraído pela chama…pelo fogo….deixe-se penetrar….aprofundar-se na chama….no fogo que queima….solte…. libere as amarras que te prendem que te trazem dor, sofrimento….deixe queimar….o fogo….transmutar…. transformar….deixe esvaziar toda sua mente, libere seus medos….o fogo queima….sinta passar pelas chamas do fogo da chama da vela tudo aquilo que não serve mais….limpando….entregando….liberando….

O DESPERTAR DO EU SUPERIOR

8) Respire profundamente, feche os olhos e fique em silencio mais cinco minutos observando como ficou sua mente, seu corpo, seu coração.

9) Perceba a leveza que esta meditação vai trazendo ao seu Ser e repita uma vez por semana, trazendo para o centro da chama, do fogo da vela situações, pessoas, sentimentos, ressentimentos que gostaria de redirecionar, transformar dentro de você, abrindo espaços para novos padrões e paradigmas. Trazendo o perdão para o seu coração, para si mesmo e para o outro ao nosso redor, em nosso convívio.

10) A cada semana pode-se realizar a meditação com a chama da vela com uma intenção para transcender, ou para concentração.

11) Com a prática regular, essa consciência começa a fazer parte de nossa vida diária. Quando tomamos decisões ou enfrentamos situações difíceis seremos capazes de invocar nossa capacidade de julgamento em vez de depender de fontes externas para obter respostas para nossos problemas.

MANTRA:

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.