Geralmente, um terremoto acontece quando duas placas tectônicas se chocam em camadas muito profundas do subsolo da Terra. Mas o tremor de magnitude 8,2 que pegou o México de surpresa no último dia 7 de setembro foi causado por um abalo diferente nessas estruturas do planeta.

Causa do terremoto no México
O site da revista científica Nature, afirma que a região é uma das zonas sísmicas mais ativas do México, pois há o choque de duas placas tectônicas.

É ali que a chamada Placa de Cocos encontra a Placa Norte-Americana e geralmente a movimentação delas causa abalos sísmicos de maior ou menor magnitude, alguns dos quais nem chegam a afetar a superfície.

Placa se deformou ou dobrou
“Mas este terremoto foi diferente: ocorreu dentro da Placa de Cocos, quando ela se deformou ou dobrou, não na fronteira com a Placa Norte-Americana”, segundo um geólogo especializado ouvido pela Nature.

As autoridades conseguiram descobrir o que causou o terremoto (o abalo no meio da Placa de Cocos). Mas ainda não conseguiram desvendar como ou porque essa anomalia sísmica resultou num tremor tão forte.

Especialistas ouvidos pela imprensa internacional afirmam que esse tipo de falha na placa não produz terremotos fortes assim. Cientistas ainda acreditam que está cedo para afirmar o motivo do tremor ter alcançado tanta magnitude, mas ele irá inspirar muita pesquisa futura.

Terremoto mais forte nos últimos 100 anos
Algumas informações dão conta que esse foi o tremor mais forte registrado em 100 anos no México. Os locais mais afetados foram os estados de Oaxaca, Chiapas e Tabasco, no sul do país. Ao menos 2 milhões de pessoas foram afetadas das mais diversas formas.

FONTE

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.