A perda traz grande sofrimento. Mas qual a base deste sofrimento? O que está por trás disso? Tem como desarmarmos esta fonte de dor ou diminuir a dor da perda que estamos sentindo? Aqui vamos ver como lidar com perda.

Primeiro uma meditação: “se você perdeu algo, é porque aquilo não era verdadeiramente seu”.

O que se perdeu não foi a pessoa ou objeto. Aquilo nunca foi “seu”. Você não é proprietário último de nada e ninguém. Você perdeu a ilusão que aquilo era seu.

É isso que está lhe trazendo tanta dor. O brutal reencontro com a realidade que nada é seu incomoda aquele que baseou sua vida na ilusão que a felicidade vem de ter coisas e pessoas.

Nem seu corpo é seu. Você fez seu corpo? Eu não fiz o meu. Uma pedra, um fio de algodão, água, terra… nada disso é seu. Você não consegue fazer nada disso. Para quem já ativou sua devoção, o conceito fica fácil de entender: tudo é de Deus. Tudo pertence a Ele.

Este conceito é fundamental ao yoga e central ao viver em paz aqui no mundo: nada lhe pertence. Você é só você. A consciência. A alma.

Por isso que as coisas entram e saem de sua vida sem seu controle. Porque não são seus. Quando não entendemos isso, irremediavelmente vem a lição na forma do sentimento doloroso de perda.

E quando perdemos um ente querido? É terrível. Muita dor. Mas aquela pessoa não era “sua”. Não é “seu” irmão ou “sua mãe”. Você nunca teve posse sobre esta pessoa. É uma alma eterna que veio cumprir este papel e agora se foi. Todo relacionamento aqui tem começo e fim. Eu nasci, vou morrer. Você nasceu, vai morrer. A dor da separação pode ser aliviada por uma dose de realidade: a pessoa sempre viveu e continuará vivendo. Só encerrou seu tempo dentro daquele relacionamento. Para mais sobre este assunto da morte, veja:

e também:

Você é um turista. Está de passagem. Chegou com nada e ninguém e vai sair sem nada nem ninguém. Tudo que tem é emprestado. É para usar durante um tempo. A única coisa absolutamente certa na vida é que você não vai levar nada nem ninguém com você.

O sentimento de perda é um chamado para o despertar. Temos que acordar para nossa realidade interna. Mesmo que você não acredita em alma e Deus, ainda assim não pode negar que você é consciência e que sua experiência de vida é interna, metafísica.

E é por isso que todo e qualquer passo que der nesta direção interna vai lhe trazer gigante bem-estar. Mudar objetivos extrínsecos por objetivos intrínsecos, valorizar a paz, o bem-estar emocional, o amor… tudo isso vai lhe trazer resultados enormes e lhe poupar do sofrimento que vem em manter seu foco em dinheiro, coisas, status social, etc.

Seu amigo, Giridhari Das

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!