Determinou se que o astro não tinha traços de cometa, como originalmente se suspeitou, o que fez a União Astronômica Internacional trocar C/2017 U1 por A/2017 U1 (C de cometa, A de asteroide). Por fim, a “Fifa da astronomia” decidiu criar uma nova classificação para objetos desse tipo, marcada pela letra I, de interestelar, e o astro passou a ser oficialmente 1I/’Oumuamua.

(O nome é baseado na língua nativa dos havaianos e quer dizer algo como “o primeiro a ir além”.)

Menos de 24 horas depois de iniciarem uma “escuta” do objeto ‘oumuamua, um visitante interestelar que poderia ser uma espaçonave alienígena, o projeto breakthrough listen informou: “não detectamos sinais artificiais”.

As observações também puderam determinar que o período de rotação dele é de 7,3 horas. “Também descobrimos que tem uma cor avermelhada escura, similar à de objetos no Sistema Solar exterior, e confirmamos que ele é completamente inerte, sem o menor sinal de poeira ao redor dele”

Em duas horas, foram colhidos imodestos 90 tb, em frequências que iam de 1 a 12 ghz. Até a emissão do comunicado, só havia sido possível analisar os dados da banda s (1,7 a 2,6 ghz).

Nenhum sinal artificial foi detectado — mas só nessa banda. Ainda havia um bocado de dados para analisar. E outras três sessões de observação nos próximos dias. Ou seja: CEDO DEMAIS PARA CONCLUSÕES.

About Author

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!