A AMPARA Animal, OSCIP – Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – que tem como objetivo transformar a realidade de cães e gatos carentes no Brasil, encara uma dura realidade. Desde sempre, um dos grandes problemas do setor de adoção de animais é que a maiorias das pessoas preferem comprar filhotes de raça ao invés de adotar um cãozinho ou gatinho abandonado.

Para chamar a atenção para esta situação, a agência DM9 criou para AMPARA Animal um vídeo provocativo no Youtube, chamado “Carne de Cachorro”. A ação pretende conscientizar as pessoas desse fato, fazendo um paralelo entre os cães abandonados do Brasil com os cães que viram comida na China. Pois se analisarmos, o descaso é o mesmo: os cães que não são adotados, cedo ou tarde acabam morrendo ou passam anos a esperar de um lar em abrigos.

O grande objetivo da AMPARA Animal com este vídeo é mobilizar as pessoas sobre a importância da adoção, o comércio só faz com que cada vez mais animais passem a vida toda nas ruas. E, quando tem sorte, em abrigos.

Precisamos seguir o exemplo da Holanda. O país se tornou a primeira nação do mundo sem cães abandonados.

Para conseguir erradicar o problema, o país não precisou aplicar nenhum tipo de sacrifício ou realizar a apreensão dos animais em canis. O governo holandês criou uma série de medidas para conter o problema. Dentre elas estão leis rigorosas para quem abandona os cães, campanhas de castração e conscientização e altas taxas de impostos para quem compra cachorros de raça.

Essas iniciativas fizeram com que as pessoas abandonassem menos cachorros nas ruas, evitando a sua procriação, e também fez com que a população preferisse adotar um pet ao invés de comprá-lo de um criador.

Fonte: Pet Cidade

About Author

Reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, a estudante de Design de Moda pela UCS, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade, história e religião.