O estudo científico conduzido pela O2 e Patrick Fagan, expert em ciência do comportamento na Universidade Goldsmith, revelou que O bem-estar de uma pessoa aumenta cerca de 21% após 20 minutos de show. Os mesmos 20 minutos de Yoga aumentam o bem-estar em apenas 10% e caminhar com o cachorro pelo mesmo tempo aumentam o bem-estar em apenas 7%. O prazer da música ao-vivo com a consequente diminuição do stress pode, por consequência, aumentar a vida de uma pessoa em até nove anos. Segundo o estudo, existe uma ligação direta entre ir a shows e uma maior longevidade.

O estudo incluiu entrevistas e exames cardíacos em voluntários. Participantes de shows tiveram confirmados maior sensação de bem-estar e felicidade (21%), amor-próprio (25%) e empatia com outras pessoas (25%). Mas o mais impressionante foi que o nível de atividade mental e atenção subiu mais de 75%.

O estudo mostrou ainda a importância da regularidade na participação em shows de música ao vivo. Os melhores resultados foram alcançados por aqueles que frequentavam pelo menos um show a cada duas semanas.

Uma má-notícia, o estudo mostrou que ouvir música gravada sozinho, longe da experiência do show ao-vivo, não tem o mesmo efeito.

Comentou Nina Bibby da O2: “Nós todos sabemos como é bom ver sua banda favorita ao vivo, mas agora temos uma prova.”

O pesquisador Patrick Fagan comentou: “Nossa pesquisa mostrou o profundo impacto que shows ao-vivo têm nas sensações de saúde, felicidade e bem-estar – com shows a cada duas semanas e uma participação regular sendo a chave. Combinando nossas descobertas com as pesquisas da O2 chegamos à conclusão que shows a cada duas semanas podem se pagar com uma década extra de vida.”

O estudo foi patrocinado pela O2, responsável por algumas das maiores arenas de show do Reino Unido. :-)

FONTE

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!