Inteligência artificial vai informar, produzir, operar, diagnosticar, dirigir taxi e muito mais

O mundo do trabalho não será o mesmo com o desenvolvimento de tecnologias inteligentes. Realizado pelos professores da Universidade de Oxford Carl Benedikt Frey e Michael Osborne para o Citigroup, um estudo aponta que 63,9% dos empregos no mundo estão ameaçados pelas novas tecnologias. Outra pesquisa, da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), diz que, na média, 57% das vagas de emprego estão suscetíveis à automação e robotização nos 34 países membros da organização.

O agravante, segundo o estudo da Oxford, feito em dez países de variados portes, é que nos países emergentes, o risco é maior. No Reino Unido, a pesquisa aponta 35% dos empregos em risco e 47% nos Estados Unidos. Na China, esses índices chegam a 77% e 85% na Etiópia. Isso ocorre porque a mão de obra nesses países está mais dirigida a indústrias, e a automação faz com que percam a vantagem pelo custo menor.

Este é o supermercado do futuro

Mesmo nos países desenvolvidos os índices assustam. Segundo os professores norte-americanos, o ponto é que com a inteligência artificial, “tarefas não rotineiras são agora igualmente automatizáveis”. Eles citam o software da WorkFusion que desempenha o trabalho de rotina de escritórios e contrata freelancers para atividades “não rotineiras”. Além disso, o programa aprende com esses profissionais, que ficam cada vez menos necessários. Outro exemplo é o robô Baxter, da Rethink Robotics. Ele aprende novas habilidades ao ser treinado e pode desenvolver diversas funções dentro de uma fábrica.

FONTE

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!