Uma rachadura de cerca de 30 metros se abriu no Parque Nacional Grand Teton, não muito longe do vulcão Yellowstone. A gigante rachadura no parque nacional de Wyoming levou as autoridades a fechar áreas turísticas, já que há casos de deslizamentos de terra.

Administradores do Parque Nacional Grand Teton também disseram em um comunicado:

As áreas de Hidden Falls e Inspiration Point estão atualmente fechadas devido ao alto potencial de queda de rochas.

Embora os cientistas continuem a dizer ao público que a possibilidade de uma grande erupção é incrivelmente pequena, eles também acreditam que vale a pena o esforço de monitorar constantemente a área.

Alarme em Yellowstone: Rachadura de 30 metros provoca fachamento de parque19/07/2018
364
Alarme em Yellowstone

Uma rachadura de cerca de 30 metros se abriu no Parque Nacional Grand Teton, não muito longe do vulcão Yellowstone. A gigante rachadura no parque nacional de Wyoming levou as autoridades a fechar áreas turísticas, já que há casos de deslizamentos de terra.

Administradores do Parque Nacional Grand Teton também disseram em um comunicado:

As áreas de Hidden Falls e Inspiration Point estão atualmente fechadas devido ao alto potencial de queda de rochas.

Embora os cientistas continuem a dizer ao público que a possibilidade de uma grande erupção é incrivelmente pequena, eles também acreditam que vale a pena o esforço de monitorar constantemente a área.

A área foi fechada para proteger a segurança humana desde 10 de julho, depois que grandes rachaduras foram detectadas em um contraforte rochoso. Não se sabe por quanto tempo o fechamento estará em vigor. Os geólogos estão monitorando o movimento de apoio e iniciaram uma avaliação de risco para toda a área.

No momento, não está claro como a rachadura foi aberta, mas é provavelmente devido à atividade sísmica que vem ocorrendo na área do parque nacional. Apesar de estar a cerca de 100 quilômetros do Parque Nacional de Yellowstone, Grand Teton fica sobre o mesmo supervulcão de Yellowstone. Usando uma nova maneira de rastrear o fluxo de calor sob o parque, os pesquisadores agora estimam que a câmara de magma de Yellowstone poderia ser recarregada das profundezas da Terra duas vezes mais rápido do que se pensava anteriormente.

Se foi a atividade sísmica sob Grand Teton que causou a fissura, poderia ser um sinal de que Yellowstone está acordando seriamente. Se o vulcão do Wyoming explodisse, cerca de 87 mil pessoas seriam mortas instantaneamente e dois terços do território dos Estados Unidos se tornariam imediatamente inabitáveis.

A grande quantidade de cinzas na atmosfera bloquearia a luz solar e afetaria diretamente a vida abaixo dela, criando um ‘inverno nuclear’. A grande erupção poderia tornar-se 6.000 vezes mais poderoso do que o Monte St. Helens em Washington em 1980 que matou 57 pessoas, depositando cinzas em 11 estados diferentes e cinco províncias canadenses. Se as vulcão explodir, alterações climáticas dramáticas iriam ocorrer, uma vez que o vulcão introduziria grandes quantidades de dióxido de enxofre na atmosfera, o que pode formar um aerossol de enxofre reflectir e absorver a luz solar, deixando uma névoa perigosa e permanente.

Mas ainda não há motivo para alarme, de acordo com os cientistas, apesar de todas estas notícias virem quando o maior gêiser em Yellowstone, o Steamboat, torna-se mais ativo, já que agora entrou em erupção pela décima primeira vez.

FONTE

Designer de Moda, reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade e espiritualidade.