No final de 2017, o nosso Sistema Solar recebeu um visitante muito peculiar. Chamado de Oumuamua, era um cometa (ou era um asteroide?… ou era algo mais?) com uma forma bizarra se movendo a uma velocidade incrível, e girou em torno do nosso Sol, depois voltando direto para o espaço. Foi o primeiro objeto interestelar confirmado a aparecer na nossa vizinhança, e foi um momento muito especial para a comunidade astronômica.

Agora, com meses de busca e ponderação, os pesquisadores acreditam que podem ter identificado a origem do objeto. Usando dados do observatório espacial Gaia, da Agência Espacial Européia, os cientistas chegaram mais perto dos potenciais sistemas de origem de Oumuamua.

Os dados de Gaia foram úteis para a pesquisa porque continham as posições aproximadas de estrelas distantes que seriam muito próximas de Oumuamua quando passasse em suas regiões. As trajetórias são estimativas, rendendo um total de quatro candidatos potenciais.

O que é particularmente interessante nesta última rodada de pesquisa é que todas as quatro estrelas em questão são estrelas anãs sem planetas observados no registro. Um dos cenários mais prováveis ​​para um objeto como Oumuamua ter sido enviado para nossa direção é se ele estivesse fisgado em torno de um planeta enorme, mas ninguém observou nenhum desses corpos em volta dos candidatos principais no estudo.

A aparição de Oumuamua no nosso Sistema Solar é um enorme quebra-cabeça que os astrônomos estão apenas começando a resolver. Logo no início, a forma estranha do “cometa” – longo e estreito como um charuto – e uma velocidade incrível, fez alguns cientistas questionarem se na verdade se tratava de uma sonda alienígena que foi enviada para estudar os sistemas estelares.

Esforços subsequentes para ouvir o objeto e detectar algum tipo de sinal reconhecível não resultaram em nada além de silêncio, mas o comportamento do objeto ainda está em questão. Originalmente pensado ser um asteroide, o objeto acabou por ser declarado como um cometa depois de ter sido observado desafiando uma força gravitacional que o teria retardado mais do que o fez. A única explicação que os cientistas podem apresentar é que ele está sendo empurrada pelos gases que estão disparando, o que o tornaria mais parecido com um cometa.

Seja o que for, os astrônomos têm muitos dados para analisar antes que possamos determinar de onde o Oumuamua realmente se originou. Só podemos juntar sua história com base no que vimos, mas tenha certeza de que a história desse objeto incomum ainda não acabou.

(Fonte) Ovni Hoje

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!