Ponte de US$ 20 bilhões (o equivalente a R$ 73,72 bilhões), abrangendo 55 km, é considerada uma maravilha da engenharia. Sua construção, contudo, foi marcada por atrasos e problemas de segurança que levaram à morte de ao menos 18 trabalhadores.

O presidente chinês, Xi Jinping, inaugurou oficialmente a maior ponte de travessia marítima do mundo, nove anos após o início da construção e em meio a críticas de que o projeto – concebido para impulsionar o crescimento econômico – não passa de um “elefante branco” e de que causou “sérios danos” à vida marinha em seu entorno, além de mortes de trabalhadores.

Incluindo as estradas de acesso, a ponte abrange 55 km e liga Hong Kong a Macau e à cidade chinesa de Zhuhai.

A estrutura custou cerca de US$ 20 bilhões (o equivalente a R$ 73,7 bilhões) e registrou vários atrasos no cronograma. Seu prazo inicial de conclusão era o ano 2016, que acabou postergado devido à escassez de mão de obra e de materiais de construção.

A obra também foi marcada por problemas em questões de segurança – pelo menos 18 trabalhadores morreram em serviço.

Xi participou da cerimônia de inauguração, que aconteceu nesta terça-feira em Zhuhai, junto com os líderes de Hong Kong e Macau. A ponte será aberta ao tráfego regular na quarta-feira.

O que há de tão especial nessa ponte?

A travessia conecta as três principais cidades costeiras no sul da China – Hong Kong, Macau e Zhuhai.

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!