Telescópio Hubble e Observatório de raio-x Chandra entram em modo de segurança após falhas

Lançado a bordo do ônibus espacial Discovery em 1990, o telescópio Hubble é um satélite imprescindível para diversas pesquisas na área da astronomia, tendo contribuído com várias descobertas e milhares de trabalhos científicos publicados nas últimas décadas.

Mas esse equipamento tão importante está passando por problemas e agora entrou em modo de segurança, como anunciou nesta segunda-feira (8) a agência espacial NASA através do perfil oficial do Hubble no Twitter. De acordo com a agência do governo dos Estados Unidos, isso aconteceu por causa de uma falha em um dos giroscópios do telescópio, a qual impede o funcionamento normal dele.

Giroscópio é o dispositivo que mantém o Hubble estável e permite que ele aponte para uma única direção, permanecendo fixo enquanto coleta os dados daquela região. No total, o telescópio tem seis giroscópios e precisa de pelo menos três deles para operar de maneira ideal, um número mínimo que estava funcionando até a última sexta-feira (5). Com a falha em mais um dos giroscópios, sobraram apenas dois, obrigando o Hubble a entrar no modo de segurança.

Equipe vai tentar reativar giroscópio

De acordo com Rachel Osten, chefe da missão do observatório, o plano agora é tentar fazer o último giroscópio que falhou voltar a operar. Caso isso não seja possível, a equipe vai desativar um dos últimos dois restantes e continuar trabalhando com apenas um. Não é o cenário ideal, mas isso pode permitir que o Hubble funcione por mais tempo, embora tenha a estabilidade comprometida.

Nada disso, no entanto, era totalmente inesperado. Quando teve seus giroscópios trocados pela última vez, em 2009, a expectativa era de que o Hubble pudesse operar normalmente até 2015, data que foi estendida para 2021 no ano seguinte. Um substituto para ele, chamado James Webb (JWST), está em desenvolvimento, mas teve seu lançamento adiado recentemente e deve entrar em operação apenas no primeiro trimestre de 2021. [FONTE]

Observatório de raio-x Chandra

Mais um telescópio da NASA começou a funcionar em modo de segurança: na sexta-feira (12), a agência espacial norte-americana anunciou que dois dias antes o Observatório raio-X Chandra havia passado por problemas técnicos, o forçando a entrar em modo de segurança.

O episódio ocorreu menos de uma semana após o Telescópio Espacial Hubble ter ficado offline por conta de falhas em seu giroscópio, dispositivo que mantém sua direção no espaço. Segundo a NASA, o fatos de os dois aparelhos terem parado de funcionar no mesmo período é “pura coincidência”.

“O Chandra decidiu que se o Hubble pode ter férias, ele também pode ter as dele”, escreveu o astrônomo Jonathan McDowell do Centro de Astrofísica Harvard-Smithsonian, que trabalha com o Chandra, em sua conta do Twitter.

A agência espacial ainda não divulgou qual foi a falha que fez com que Chandra parasse de funcionar corretamente. Lançado em 1999, o telescópio foi criado para detectar emissões de raio-X de regiões e objetos quentes do universo, como estrelas em explosão, aglomerados de galáxias e matéria em torno de buracos negros.

“Já que os raios-X são absorvidos pela atmosfera da Terra, o Chandra precisa orbitar acima dela, em uma altitude de 139 mil quilômetros no espaço”, explica o site oficial do telescópio, que é operado pelos especialistas do Observatório de Astrofísica do Smithsonian na cidade de Cambridge, no estado norte-americano de Massachussetts.

No momento, técnicos da NASA tentam identificar e corrigir os problemas tanto do Chandra quanto do Hubble para que ambos voltem a funcionar corretamente o mais breve possível. [FONTE]

Houston, nós temos um problema?

O Hubble não é a única missão da NASA que enfrenta problemas no espaço. A sonda Opportunity, que vinha explorando a superfície de Marte desde 2004, está parada desde 10 de junho de 2018, quando uma grande tempestade de areia bloqueou seus painéis solares, impossibilitando a recarga das baterias. A tempestade já diminuiu drasticamente, e até agora, o centro de controle da missão não recebeu nenhum sinal de vida de Opportunity. Ainda há esperanças. [FONTE]

NOTA: Tudo muito estranho para a NASA fazer piadas nas redes sociais. Quais as possibilidades de 2 grandes tecnologias lá fora pararem juntas? E de bônus a famosa história das tempestades em Marte. Quanto do que é divulgado da NASA para a mídia é groselha? O que está acontecendo lá fora que nos mostram apenas belas estrelas, cores incríveis enquanto nossos céus estão sendo riscados diariamente por corpos celestes?  

Criador do Site Verdade Mundial, fotógrafo por amor e profissão. Um inquieto da sociedade! Acredito que podemos mudar o pensamento das massas com a informação. Temos as ferramentas e a vontade de ver um Mundo melhor e livre. Estamos nessa luta há dez anos e em frente!