A grande maioria destas previsões nos alerta de grandes catástrofes na Terra, tais como uma iminente mudança no eixo do nosso planeta, o consequente degelo dos polos e o desaparecimento de grandes regiões de terra firme. Muitas dessas profecias têm algo em comum: falam concretamente da aproximação de um astro que de forma periódica se aproxima da Terra. Esse planeta é chamado de diferentes maneiras…

Em uma conferência, V.M. Samael Aun Weor disse o seguinte:

“Quero referir-me enfaticamente, ao ano 1962, data 4 de fevereiro, entre as 14 e as 15 h da tarde. Houve um acontecimento extraordinário, ocorreu um engarrafamento no trânsito celeste, na constelação de Aquário. O que estamos afirmando não é algo à priori, sem fundamento, isto que estou dizendo foi visto e observado por todos os astrônomos do mundo.

Em todos os observatórios da Terra registrou-se que houve um eclipse do sol e da lua, total, com os conhecimentos de astronomia e ninguém poderá nega-lo. Foi precisamente nesse ano, nesse dia e a essa hora, que iniciou-se a “ERA DE AQUÁRIO” e todos os planetas do sistema solar encontraram-se na Constelação de Aquário para o grande concílio cósmico.

Existem muitas teses quanto a data em que a Era de Aquário deveria iniciar. Alguns calcularam para antes outros para alguns anos após, mas fatos são fatos e ante os mesmos devemos render-nos. O fenômeno cósmico foi presenciado por todos os astrônomos do mundo e a partir desta data a vibração de Aquário intensificou-se tremendamente.

Quando observamos o signo zodiacal de Aquário podemos evidenciar coisas extraordinárias. Aquário é a casa de Urano e Saturno. Urano é um planeta revolucionário e controla as glândulas sexuais, é terrível, catastrófico.

Saturno lembra-nos o caos, o regresso ao ponto original de partida. Frente a constelação de Aquário encontramos o Leão. Leão é um signo zodiacal do fogo, revolucionário, tremendo. Aquário, dominado pelo caos, é a morte. Urano é a revolução. Leão é o fogo universal, abrasador. Sem dúvida o Leão da Lei sai ao encontro da humanidade, que já está amadurecida para o castigo final.

Se meditarmos nestes pontos de vista, chegaremos a conclusão de que o fim dos tempos chegaram e que estamos nele. Encontramo-nos num momento crítico, terrível, difícil; inumeráveis enfermidades aparecem por aqui, ali e acolá. A Terra treme e estremece-se por todos os âmbitos do mundo.

Os mares, outrora limpos, encontram-se contaminados, espécies marinhas estão desaparecendo. Os oceanos estão convertendo-se em verdadeiras lixeiras. Os resíduos atômicos, certamente, não têm lugar seguro onde possam ser inofensivos. Logo, qualquer depósito atômico falhará e ocorrerá uma horrível catástrofe. A terra tão necessária para o cultivo, está tornando-se estéril, os milhões de seres que a povoam, num futuro próximo, experimentarão uma grande desolação e muitas serão as pessoas a perecerem por falta de alimento.

Guerra e rumores de guerra em toda a parte. Enfermidades nunca antes vistas. A atmosfera encontra-se contaminada, quando saímos viajando pelos campos olhamos o céu, ele já não brilha. Falta-lhe essa cor azul nítida, perfeita dos outros tempos; agora brilha com uma cor cinzenta, esverdeada, indicando alteração na atmosfera terrestre.

Não é necessário ser um sábio para entender que a camada superior da atmosfera é o filtro que decompõe os raios solares em luz, cor e som. Infelizmente esse filtro está se decompondo devido às explosões atômicas. Antes de pouco tempo este filtro não poderá mais decompor as vibrações solares em luz, calor, cor, som; então ver-se-á negro o sol e cor de sangue a lua. Por outra parte, a involução chegou ao máximo; já não há pais para os filhos, nem filhos para os pais. É espantoso o que ocorre entre os pais e os filhos em todos os rincões da Terra.

Perdeu-se a vergonha orgânica. O intelecto degenerou-se. Por toda a parte vemos o pranto e o ranger de dentes, como diz a sagrada escritura. Não quero tornar-me lúgubre, nem faço com a intenção de assustar. Somente quero que reflitamos de verdade e judiciosamente.

“Que aconteceu aos bons costumes?” “Por que o intelecto pôs-se ao serviço do mal?”  Somos felizes?Olhemos tudo o que sucede ao nosso redor. A humanidade encontra-se governada pelos intelectuais, em todos os rincões da Terra. Isto serviu para quê? Em qual estado encontra-se a humanidade?

É chegada a hora de refletirmos profundamente: “Quem somos? De onde viemos? Para onde vamos? Qual é o objetivo da existência? Por que vivemos? E para quê?

Encontramo-nos precisamente no Inverno, na idade do KALI YUGA, na idade de ferro. Cada vez que uma raça chega a idade de ferro, ao Kali Yuga, perece mediante pavoroso cataclismo.

Agora estamos voltando ao ponto de partida. O ano sideral, está concluindo e em pouco tempo terá chegado ao seu término. Os eixos terrestres serão revolucionados. Já sabemos que o pólo magnético não coincide com o pólo geográfico, o Pólo Norte está degelando-se, grandes icebergs encontram-se próximos da Zona Equatorial e estão vindo após desprenderem-se dos pólos, a revolução dos eixos terrestres é um fato consumado e pode ser demonstrada através de aparelhagem científica perfeita

O HERCÓLUBUS já encontra-se a vista de todos os astrônomos do planeta Terra, é um mundo gigantesco, poderoso, seis vezes maior do que Júpiter e pertence ao sistema solar de TILO. Não é como alguns supõem, um plante deslocado de algum sistema solar não, não deslocou-se, gravita ao redor do centro gravitacional do sistema solar de TILO. Na mecânica celeste, HERCÓLUBUS ajuda a verticalizar os pólos, ele é a peça da grande máquina. A aproximação de HERCÓLUBUS está às portas.

Assim como no continente Atlante houve uma raça escolhida, que serviu de base ao núcleo para a formação desta quinta raça ária perversos habitantes destes cinco continentes, assim também direi: hoje formar-se-á um núcleo para a sexta raça raiz. Assim como os atlantes não creram no MANUVAYVAS WATA, que os tempos do fim haviam chegado e nas vésperas da grande catástrofe divertiam-se, davam-se em matrimônio, bebiam, comiam, e no dia seguinte eram cadáveres, assim também agora repetirei enfaticamente.

Não serei acreditado por todos, sem dúvida muitos rirão dizendo: “Sobre o fim do mundo muito se tem falado, e daí?…Ao falar assim, sei que muitos de vocês oferecem resistência, secretamente riem mas está escrito: “Aquele que ri do que desconhece está a caminho da idiotia”. O povo nunca aceita a dura realidade dos fatos, até que os sinta sobre ele. O povo sempre busca escapatórias, busca evasivas, crê poder continuar como estão, até que advém o fracasso.

Momentos antes da catástrofe, tiraremos de dentro do fumo e das chamas, aqueles que hajam trabalhado sobre si mesmos. Aqueles que hajam transformado. Aqueles que eliminaram de sua Psique, os elementos inumanos que possuímos.

Depois da catástrofe, a Terra ficará envolta em fogo e vapor de água. À nós, os irmãos, caberá tirarmos o povo seleto para viver num lugar escolhido, até a Terra estar novamente em condições de ser habitada. Do fundo dos mares, surgirão novas terras e quando um duplo arco-íris resplandecer no firmamento, sinal da nova aliança entre Deus e os homens passaremos o povo selecionado a habitarmos novas terras e novos céus.

FONTE

Designer de Moda, reikiana, praticante e apaixonada por Yoga, Manoela desenvolveu um grande interesse na conexão espiritual entre o passado, presente e o futuro da humanidade, seus caminhos e mudanças ao longo dos séculos. Suas pesquisas para o Verdade Mundial vem sendo amplamente visualizadas nas áreas da sociedade e espiritualidade.