Sabe aquelas “obras” complexas que muitos observam, torcem o pescoço, ficam quase de ponta cabeça e não entendem nada? Poisé, esta é a ideia, fazer o espectador de trouxa. Pelo menos é isso que o jornalista Paul Joseph Watson expõe, o “establishment” da arte moderna como ele realmente é: “uma grande panelinha de babacas pretensioso que tentam parecer sofisticados atribuindo sentido a algo que não possui sentido algum”.
Visite: tradutoresdedireita.org
Vídeo original: https://goo.gl/0VRzXa
Tradução: Felipe Galves Duarte, Hélio Costa Jr.
Revisão: cpac