Doutora em saúde pública e psiquiatra, Wellaide Cecim foi a médica responsável por atender os vários casos de pessoas que estariam sendo atacadas por luzes vindas do céu em objetos voadores não identificados. Após 60 dias de ocorrências diárias, que ultrapassaram mais de 120 casos, ela começou a produzir relatórios para a coordenação da Secretaria Executiva de Saúde (Sespa). Após ouve a intervenção militar para cuidar dos casos que foram se agravando com o desenrolar da história. No vídeo abaixo uma palestra completa com Wellaide contando todos os detalhes da experiência surreal que passou nos anos 70 atendendo na ilha de Colares: