Aruanda é o nome dado a um lugar específico no plano espiritual, isto é, é o mesmo que uma colônia para os Kardecistas, pois é um local reservado para espíritos trabalhadores da Umbanda, que já alcançaram uma maior evolução e agora continuam trabalhando como intermediários entre o plano físico e espiritual em nome do bem e da caridade. Isso não quer dizer que lá só existem espíritos de pretos velhos e caboclos, pois a Aruanda é uma parte do plano espiritual que pode acolher a todos os espíritos que lutam em prol do bem.

Existe uma certa confusão com relação ao significado de Aruanda, devido a muita falta de informação entre as pessoas. Muitos acreditam que “Aruanda” é para diversas religiões Afro-Brasileiras o mesmo que “plano espiritual” para o espiritismo. No dicionário e até para pessoas envolvidas com estas religiões – como Pais e Mães de Santo de Candomblé- afirma-se que Aruanda é como eles chamam o plano espiritual, isto, porque com certeza este ensinamento incorreto lhes foi e é transmitido, mas isto é um verdadeiro engano.

O livro “Tambores de Angola”, psicografado pelo médium Robson Pinheiro através do espírito de Angelo Inácio, é uma verdadeira obra prima que revela muitas informações sobre a “verdadeira” Umbanda. Nele é explicado que Aruanda é uma colônia específica no plano espiritual, onde residem espíritos de muita luz, constituídos em sua maioria de Pretos Velhos e Caboclos, e que são os responsáveis espirituais pelo o que nós conhecemos aqui na terra por Umbanda.

A seguir, segue relato de um → Preto Velho sobre Aruanda:

“Estância do Astral Superior de onde se focalizam os elevados mentores do movimento Umbandista do planeta, moradia da espiritualidade maior, localizada em outra dimensão fora da Orbe Terrestre, de beleza indescritível e de campo vibratório sereno, por causa das emanações de tranquilidade e de paz espiritual provenientes dos habitantes.”

Suas paisagens, com suas matas verdejantes que emolduram os arredores, seus campos infindáveis em beleza natural, seu céu envolto por exuberantes astros que na crosta terrestre não podem ser vistos, bem como a dominante sensação de paz. Tudo isso está muito longe do entendimento comum.
Uma das coisas mais magníficas existentes em Aruanda, é a aurora boreal que encanta na ilustre entrada da cidade, com vibrações azuladas como véus a balançar.

“De visível opulência indescritível, a cidade é protegida por extensa vegetação, com robustos pilares brancos talhados em mármore, tão belos como o da antiga Grécia, que emolduram a entrada. Logo da entrada do portão dourado o piso de entrada da cidade é branco marfim, com toques amarelados, parecidos com as conhecidas pedras de Citrino, encontram-se também chafarizes brancos, esculpidos em formas humanas ao estilo greco-romano da Antiguidade Clássica.  Seus habitantes são de diversas origens, a maioria apresenta com singelas vestimentas de cor branca e comprida até os pés, revestidas por bordas na forma de costura prateada que brilham.”

Aruanda é um extenso território composto de diversas cidades, povos de civilizações como da extinta Atlântida, povos milenares e até mesmo alguns contemporâneos, animais domésticos e de toda a fauna, diversas moradias, templos, cachoeiras com exuberantes quedas d’água, savanas… enfim por mais que se tente descrever, Aruanda é enormemente indescritível, tamanha a grandiosidade territorial e de beleza e paz.

Aruanda é realmente o Paraíso Celestial e fazer parte dela é um mérito que somente espíritos de elevada evolução e pureza conseguem tornarem-se dignos dela.

🔹 Algumas leituras indicadas para saber mais sobre o assunto:
“Tambores de Angola”, “Aruanda” e “Cidade dos Espíritos” – livros do espírito Ângelo Inácio, psicografados pelo médium Robson Pinheiro

Aruanda: Daniel Soares Filho