Texto de: Marina Corelato 

”O desfile continuou e as pessoas aplaudiram no final. Uma pessoa morreu.” A partir da mensagem de uma amiga, fui entender o que estava acontecendo. O modelo Tales Cotta passou mal durante o desfile da marca Ocksa. Se cogitou um ataque epilético misturado com pouca alimentação, ataque cardíaco e o que as últimas reportagens informaram foi um mal súbito. Foi socorrido no even to e faleceu no hospital – causa ainda não foi confirmada oficialmente. ⁣⠀ .

Pessoas passam mal e essas coisas acontecem. Porém, ao ver os vídeos de quem estava no evento, percebemos que Tales não foi prontamente atendido e o socorro não foi imediato – e isso reflete muito sobre a moda em si.⁣ A moda construiu uma imagem que, custe ou que custar, não pode ser abalada. Na passarela, pessoas não podem tropeçar, quem dirá passar mal. O show sempre deve continuar. E continua…
.

Depois de os bombeiros prestarem socorro, as portas da sala do desfile se mantiveram fechadas para que ninguém pudesse sair e o desfile pudesse recomeçar. ⁣Uma pessoa passa mal, o socorro demora, pessoas são impedidas de sair – para começar tudo de novo e fingir que nada aconteceu. As mídias e pessoas que estão cobrindo o desfile continuam com a cobertura sem nem fazer menção ao ocorrido. Fotos dos próximos desfiles seguem. Mal temos uma nota de pesar. ⁣⠀
⁣⠀
As pessoas morrem em fábricas costurando roupas, as pessoas morrem de anorexia no backstage, as pessoas sofrem assédio e violência, as pessoas passam mal e não são socorridas. Tudo por uma imagem de moda insana e que passa longe de ser o inspiracional que essa indústria almeja ser. Estamos matando tudo e todos pela moda. Até quando o show vai continuar?.

Criamos uma indústria da moda onde as pessoas morrem e o show continua.

Que minimamente essa situação, que me soa como certo descaso e sentimento de que pessoas não importam, o que importa é a imagem, que se soma a tantas outros acontecimentos, faça a indústria não só refletir, mas mudar. Eu sinto muito, hoje pelo Tales e todos os dias pela moda”