Existe atualmente uma grande preocupação em sabermos “como” as coisas funcionam, mas poucos estão realmente interessados em saber “por que” as coisas existem ou foram criadas. Na verdade, é muito mais fácil entendermos o “como” pois muitas vezes o “por que” nem sabemos onde pesquisar. Por que existe a vida aqui ou em outro planeta? Tem quem acredita que tudo é obra do acaso e tem quem crê que tudo foi criado por algum Deus. Até aí, tudo bem, mas por que foi criado?

Vejam a diferença brutal entre como e por que. Mesmo que saibamos ou imaginemos o “como”, fica muito mais difícil entendermos o “por que” das coisas. A ciência , quando descobre algo novo, pode colaborar para o fortalecimento da religiosidade racional, mas a religião, quando não consegue explicar nada e vai para o caminho dos dogmas e da fé, sem nenhuma explicação, se torna inútil. Na verdade, o que vemos é a ciência tentando descobrir como as coisas foram feitas, a religião procurando mostrar quem é o criador, mas nenhuma delas explica o “por que” das coisas terem sido feitas, independente de quem as fez. O assunto é complexo e garante umas boas horas de devaneios filosóficos, mas nos parece que a palavra chave é o “por que” das coisas. Aí começamos a entrar em uma área desconhecida e pouco explorada pelo Homem. Vai chegar um ponto em que fatalmente virá a pergunta sobre Deus.

Existe Deus? Supondo que exista, por que Ele existe? Analisando exemplos mais simples, é mais fácil explicar como existe a internet, do que por que ela existe. Por outro lado, podemos simplesmente usá-la sem essas preocupações. Como ser uma pessoa bondosa é fácil; por que ser uma pessoa bondosa, é mais difícil, a não ser que entremos nos achismos, ou seja eu acho que é por isso ou aquilo, sem nenhuma comprovação. Como ser mau, é facil entender mas por que ser mau? Vamos lembrar que  a maldade pode ser substituída pela ignorância e constatamos que existem muitas pessoas inteligentes, mas completamente ignorantes, que fazem extremas maldades, sem saber o “por que”  fazem. Se formos por esse caminho, chegaremos a um ponto onde não deveremos ter raiva de quem nos faz um mal, pois o fazem por ignorância. Quando você tem mais tolerância com os ignorantes, você cresce. Quando você cresce, você fica mais tolerante e assim esse processo é realimentado. Como esse processo funciona, podemos entender; por que dessa forma fica mais difícil. Por outro lado, também aprendemos que a vida e os fenômenos mágicos devem ser desfrutados e vividos, sem nos preocuparmos com nada, pois talvez não esteja em nós essas respostas.