O chamado asteroide binário fará sua passagem mais próxima neste sábado à tarde, quando os objetos emparelhados estarão a cerca de 4,8 milhões de quilômetros da Terra e se movendo a uma velocidade de cerca de 80.000 quilômetros por hora.

Apesar do asteroide 1999 KW4 ser designado como um asteroide potencialmente perigoso, não há chance dele atingir a desta vez Terra. Mesmo assim, os astrônomos estarão observando o sobrevoo usando uma combinação de telescópios baseados na Terra e no espaço – parte de um esforço contínuo para melhorar nossas defesas planetárias contra ataques catastróficos de asteroides do tipo visto em uma perturbadora simulação realizada recentemente em Washington.

“Este é um dos voos binários mais próximos provavelmente na história recente”, disse Vishnu Reddy, cientista planetário da Universidade do Arizona em Tucson. “Isso é o que torna um alvo muito interessante.”

O Asteroid 1999 KW4 foi descoberto em 20 de maio de 1999, nas instalações do Lincoln-Near-Earth Asteroid Research (LINEAR) perto de Socorro, Novo México, e tem sido extensivamente estudado desde então.

Observações mostram que o objeto primário, ou Alpha, tem cerca de 1,3 quilômetros de largura, com a forma de um pião com uma crista proeminente em torno de seu equador. O objeto menor, ou Beta, tem aproximadamente um terço do tamanho do objeto Alpha e orbita o último a uma distância de aproximadamente 2,5 quilômetros.

FONTE