Para os imigrantes atravessando ilegalmente do México para os Estados Unidos, sobreviver no deserto sem mais ninguém pode ser uma experiência brutal. Mas adicione a isso as ameaças dos traficantes de pessoas, muitos dos quais são afiliados a carteis, e os imigrantes podem enfrentar extorsão, péssimas condições nas “casas de estoque” e podem até ser forçados à prostituição.

Uma vez nas garras dos traficantes, os imigrantes se tornam uma espécie de carga humana, tratados como nada além de um objeto de negócios para os impiedosos criminosos que os mantêm como reféns. Esta é a história contada com uma visão de dentro, nas palavras dos imigrantes e daqueles contrabandeando pessoas.