Fenômeno foi relatado em diferentes regiões do Estado na noite desta quinta-feira

Moradores de ao menos 40 cidades (e atualizando) do Rio Grande do Sul relataram terem visto um meteoro no céu na noite desta quinta-feira (6). As primeira mensagens de ouvintes da Rádio Gaúcha chegaram às 22h33min.

Dezenas de pessoas, de diferentes regiões do Estado, contaram ter visto um objeto luminoso se deslocando no céu. Algumas narraram inclusive ter escutado estrondos e sentido tremores.

Os relatos vieram das regiões MetropolitanaNoroesteCentral das Missões. O vídeo acima foi gravado por Nicolas Dall Agnol, de Getúlio Vargas. Abaixo, veja também as imagens feitas por Cássio Patias, em Tupaciretã.

De acordo com a meteorologista Fabiene Casamento, “o fenômeno luminoso surge quando corpos de tamanhos variados, mas em geral minúsculos, penetram na atmosfera da Terra a altíssimas velocidades. O brilho é consequência do aquecimento do próprio corpo e do ar por atrito e por pressão”. Em comunicado enviado a GaúchaZH, a especialista da Somar Meteorologia explica que “esses eventos podem ser vistos e até ouvidos mesmo durante o dia”.

O repórter Paulinho Barcelos, da Rádio Cruz, contou que estava jantando em um restaurante na região central de Cruz Alta quando avistou uma “bola de fogo no céu”:

— Estávamos comendo quando o objeto passou pelo céu. Ele ia se desintegrando e, em seguida, deu um estouro alto — relatou.

Já em Panambi, o morador Julio da Rosa contou que estava se preparando para dormir quando ouviu o barulho.

— Deu um tremor nas janelas de casa. Pensamos que fosse um animal, um gato. Minha casa é de material e não é normal tremer assim — disse.

No começo da manhã desta sexta-feira (7), a Brazilian Meteor Observation Network (Bramon) informou, em nota, que “o objeto tratava-se de fato de um meteoro e teria ocorrido no oeste do Estado do Rio Grande do Sul”. Segundo a entidade, as análises ainda são preliminares e podem ficar mais precisas se surgirem novas imagens e depoimentos – que podem ser enviados por meio do site da Bramon.

Chamado de bólido, meteoro avistado no RS viajou a 50 mil km/h desde a Argentina

“Os dados ainda são preliminares e dependem do aperfeiçoamento das análises, mas pelo que já apuramos, o meteoro foi gerado por um fragmento de rocha espacial pesando entre 7 kg e 12 kg, e teria surgido a cerca de 57 km de altitude próximo à cidade argentina de 25 de Mayo. Durante 13,5 segundos, ele viajou a uma velocidade média de 13,64 km/s (49,1 mil km/h) até atingir a altitude de 27 km, ao norte da cidade de Jari, no Rio Grande do Sul”, informou a Bramon.

Por que houve barulho e tremor? 
Esses fragmentos, quando atingem as camadas mais densas da atmosfera, liberam muita energia.

— Quando isso acontece, a atmosfera vai freando o objeto até chegar ao ponto em que o material se fragmenta e há choque sônico. Esse barulho é um grande deslocamento de ar que provoca tremores nas paredes e janelas — explica Zurita.

FONTE