Sabir Hussain, pesquisador independente sobre avistamentos de OVNIs e diretor da Sociedade Indiana de Estudos sobre OVNIs (de sigla em ingês, INSUFOS), acredita que a perda de comunicação que os cientistas de ISRO sofreram com a sonda Vikram pouco antes de pousar na superfície da Lua não foi por acaso, mas sim um aviso de extraterrestres.

Hussain disse em uma conversa com o Deccan Chronicle. :

Você não poderá pousar na Lua, a menos que “eles” o permitam.

Os pesquisadores de Objetos Voadores Não Identificados (OVNI) de todo o mundo acreditam que os extraterrestres enviaram uma mensagem ao governo indiano para “se livrar do seu armas nucleares antes de explorar outros mundos”.

Como pesquisador que estuda as armas nucleares e OVNIs, o fracasso do Chandrayaan 2 não é de todo surpreendente para mim.

Ele ainda acrescentou:

‘Recentemente, alguns ministros indianos fizeram declarações muito irresponsáveis ​​e perigosas sobre o uso de armas nucleares.

Se tivéssemos levado a sério os avisos sobre a atividade OVNI, essa situação poderia ter sido evitada. Por que você acha que os americanos se recusaram a ir à Lua? Depois de 1973?

Tanto a Índia quanto o Paquistão estão se ameaçando abertamente sobre ataques nucleares. Mas o que a liderança de ambas as nações não percebe é que eles só podem usar suas armas nucleares se os OVNIs permitirem.

Na minha opinião, este episódio com a Vikram é apenas um aviso dos OVNIs para a liderança indiana, que se você não pode cuidar do seu próprio mundo, não venha para o nosso.

Mais mensagens provavelmente aparecerão.

Hussain ainda citou vários casos e declarações para apoiar sua alegação de interferência alienígena nos assuntos nucleares do mundo:

O oficial de lançamento de mísseis da Força Aérea dos EUA, Robert Salas, que testemunhou um OVNI desligando 10 mísseis nucleares sob seu comando em 1967, também concorda com isso .

O astronauta Dr. Edgar Mitchell, o sexto homem a andar na Lua, declarou abertamente que os alienígenas já visitaram a Terra.

O astronauta dos EUA, Gordon Cooper, em sua carta de 1978 à ONU, reconheceu.

O astronauta da Mercury VII, Donald Slayton, descreveu o avistamento de um OVNI do seu avião de caça P-51, a uma altitude de 10.000 pés em 1951.

O cosmonauta soviético e o piloto da espaçonave Soyuz-5, Yevegni Khrunov, o cosmonauta Vladimir Kovalyonok e o cosmonauta general Pavel Popovich também reconheceram avistamentos de OVNIs, um deles em 5 de maio de 1981 a partir da estação espacial Salyut-6, segundo ele.

Em conclusão, o entusiasta dos OVNIs disse:

Os OVNIs estão muito preocupados com os seres humanos brincando com armas nucleares. Em 2014-15, eles estavam brincando com porta-aviões nucleares americanos, Theodore Roosevelt e Nimitz, conforme relatados por alguns oficiais da Marinha Americana ao New York Times, em maio de 2019.