Um amigo que desabafa com você precisa da sua ajuda e não do seu sermão. Sempre que você estiver conversando com alguém, verifique se você está sentindo necessidade de defender seu ponto de vista ou mostrar o seu “jeito certo” de ver a vida. Verifique a vontade de tornar a sua opinião mais importante do que a opinião do outro. Se essa vontade de “estar certo” aparecer em você, saiba que é o EGO .

Quando uma pessoa te procura para desabafar, nem sempre ela espera por respostas. Muitas vezes, ela só quer ser ouvida e abraçada. Mas quase como um movimento involuntário os nossos julgamentos brotam em nossas bocas sem que pensemos realmente no que estamos dizendo. Estamos acostumados a ver sempre e somente com os nossos olhos e soluções, e desprovidos de compaixão, acabamos, inconscientemente, não olhando realmente para a dor do próximo. Ao invés de encher o outro com respostas que funcionam para você, faça perguntas que ajudem a clarear a cabeça dela .

O grande problema de comunicação é que não escutamos com a intenção de entender, escutamos com a intenção de responder . O que as pessoas mais desejam é alguém que as escute de maneira calma e tranquila. Em silêncio. Sem dar conselhos. Sem que digam: “Se eu fosse você”. A gente ama não é a pessoa que fala bonito. É a pessoa que escuta bonito. A fala só é bonita quando ela nasce de uma longa e silenciosa escuta.
É na escuta que o amor começa. E é na não-escuta que ele termina. Não aprendi isso nos livros. Aprendi prestando atenção . Enquanto estivermos nos relacionando apenas com o ego, não haverá comunicação verdadeira. Enquanto houver necessidade de mostrar o quanto você sabe, não haverá espaço para ouvir o outro, não haverá espaço para compaixão, que é reconhecer a si mesmo no outro .

Empatia é saber enxergar a alma do outro sem julgar nada do que está ali, é respeitar o espaço e o tempo de cada um. É compreender que as dores pesam de jeitos diferentes dentro de cada pessoa. Nem sempre o que é fácil pra você, também vai ser pro outro. Precisamos aprender a ver com os olhos, ouvir com os ouvidos, entender com o coração.

Dentre todas as habilidades “praticáveis“, a empatia com certeza é a mais importante. Ela vai te levar a um maior sucesso profissional e pessoal, além de torná-lo mais feliz enquanto a pratica. E, não confunda empatia com simpatia. A primeira significa você fazer uma conexão emocional com alguém, enquanto a segunda está diretamente ligada a maneira como você trata uma pessoa com naturalidade.

A chave para ser empático é não julgar as outras pessoas. É colocar-se no lugar do outro ao invés de apontá-lo o dedo. No geral, pessoas empáticas são menos preconceituosas. Aceitam o outro como ele é. Ok, por que praticar a empatia? Só a definição acima provavelmente já faria o mundo um lugar um pouco melhor. Mas, vamos lá!

Praticando empatia, você: Você entenderá melhor as necessidades das pessoas ao seu redor; Você entenderá melhor a percepção que cria nos outros através de suas palavras e ações; Você entenderá as partes tácitas de sua comunicação com os outros; Você entenderá melhor as necessidades de seus clientes; Você terá menos conflitos interpessoais para lidar no trabalho e em casa; Você será capaz de prever com maior precisão as ações e reações de quem interage com você; Você vai aprender como motivar as pessoas ao seu redor; Você convencerá de forma mais eficaz as pessoas a respeito de seu ponto de vista; Você lidará melhor com a negatividade dos outros e entenderá suas motivações e medos; Você será um líder melhor, um melhor seguidor e, mais importante, um amigo melhor.

Entao, como praticá-la? 1 Ouça atentamente o que as pessoas tem a dizer. 2 Considere a motivação por trás do orador. E 3 Considere quais experiências de vida ou de trabalho o levaram àquela visão de mundo. A partir destas três ações será muito mais fácil colocar-se no lugar do outro. Isso parece tudo muito óbvio, mas a partir do momento que você começa a praticar a empatia, verá rapidamente os benefícios provocados por ela.
Então, abra sua mente. Melhore, mesmo que só um pouco, a vida de quem está ao seu redor.

Osho