Toda Pandemia tem um Início, um Meio e um Fim. Na crônica anterior falamos sobre o Início. Agora vamos falar sobre o Meio e espero nas próximas semanas falar sobre o Fim desse processo que paralisou o mundo, apesar de que ninguém sabe se já chegamos no Meio ou se ainda estamos no Início. As autoridades chinesas continuam dizendo que não sabem qual a origem do Coronavírus e na minha opinião nunca saberemos ao certo. Se foi criado em laboratório e “escapou” do sistema de segurança, é uma falha grave que nunca vai ser admitida por um governo autoritário; se foi intencional, por algum motivo econômico, maior será o sigilo. Melhor deixar quieto, até o momento em que venha alguma notícia confiável. Por outro lado, já divulgaram que na China o pior já passou e o país está voltando rapidamente à normalidade, sendo que até os hospitais construídos em curto espaço de tempo, já estão desativados. O foco agora foi para a Europa, onde todos os países estão paralisados.

Data Total de infectados no mundo Total de mortes no mundo % de mortes
24-fevereiro-2020 79.600 2.650 3,3 %
16-março-2020 182.500 7.200 3,9 %

O maior problema está na Itália, com um total de 28.000 infectados e um total de 2.160 mortes – isso dá uma taxa de mortalidade de 7,7 %, o que é bem acima da média mundial. Na China tivemos um total de 81.100 infectados e um total de 3.240 mortes, o que significa 4,0% de taxa de mortalidade. Também temos visto muitas brincadeiras e piadas na internet, o que é lamentável, visto a seriedade do assunto. A pergunta é se estamos aprendendo alguma coisa com essa Pandemia e se vamos mudar algum hábito para o futuro ou não. Vamos lembrar que a Fome mata atualmente 22.000 pessoas por dia no mundo; será que se houvesse um esforço para acabar com ela, do tipo que estamos vendo com o Coronavírus, ela não acabaria? Qual a grande diferença? A fome provavelmente não atinja nenhum dos que estão lendo essa coluna. Essa é a grande diferença!