Serj Tankian, vocalista do System Of A Down, nunca foi um cara de esconder suas visões de mundo.

No último dia 29, o cara participou de uma live com David Farrier e falou bastante a respeito da situação em que o planeta se encontra hoje, com a polarização política e, é claro, a crise causada pelo Coronavírus.

Logo no início da conversa, Serj parece enxergar um lado positivo nessa confusão toda, dizendo que os princípios da humanidade terão que mudar e que o barômetro que nos guia terá que ser “calibrado”.

Segundo ele, até então, o direcionamento global e o significado de felicidade giravam apenas e tão somente no enriquecimento e na criação de fortunas. Agora, teremos que rever os conceitos e adotar novos “barômetros”, como o crescimento da felicidade.

No papo dessa semana, ele voltou a falar sobre Trump mas também citou Jair Bolsonaro, atual presidente do Brasil (via Site Of A Down):

Eu chamei o Donald Trump de egocêntrico, estúpido, algo assim. Durante a nossa conversa você disse que ele é obcecado pela economia, mas na verdade ele é obcecado por ele mesmo. E a economia é o barômetro da sua presidência, em sua mente. Então ele não quer que a economia falhe e, obviamente, ela irá declinar no mundo inteiro por conta destas paralisações involuntárias.

Tudo o que ele diz reverte para ele, assim como no que o governo dele está fazendo, ou quando está zombando da imprensa, não necessariamente zombando, mas basicamente estar nessa coisa que ele será substituído, e isso tudo se trata sobre a reeleição dele, é tudo sobre ele próprio.

O mesmo com o Bolsonaro no Brasil. Esse cara é muito perigoso. Esses caras são perigosos, e esse é outro ponto positivo que acho que podemos tirar dessa pausa: acho que talvez até os mais extremos, embora eu não me espante, mas alguns desses apoiadores extremos desses líderes populistas de direita, devem apenas olhar para eles e pensar ‘que inútil’. Esses caras são completamente inúteis.

Eles estão nos matando. [São] Completamente inúteis. Falando apenas sobre o lado dos discursos, veja as declarações do Primeiro-ministro da Armênia, Nikol Pashinyan, ou observe outros discursos de líderes formidáveis ao redor do mundo, depois, olhe para esses palhaços. É constrangedor.

FONTE