De 4 a 5 de abril, houve um pico no campo geomagnético da Terra, elevando o poder da Ressonância de Schumann ao ponto mais alto de 76. O que é interessante notar é que esse pico coincidiu com a meditação em massa global que ocorreu nesta data.

O fenômeno das ondas estacionárias terrestres tem seu nome em homenagem ao físico alemão Winfried Otto Schumann, que predisse matematicamente as mesmas em 1952. Schumann demonstrou que a Terra é cercada por um imenso campo eletromagnético, que vai do solo até cerca de 100km sobre nós. Esse campo pulsa, como se fosse o coração do planeta, e possui a frequência de ressonância de 7,83 Hz. Entretanto, 60 anos antes, o físico Nikola Tesla já havia detectado essa ressonância com sucesso enquanto estudava uma gigantesca tempestade de raios e trovões.

NOSSO VÍDEO NO CANAL SOBRE O ASSUNTO:

O que é o campo geomagnético?

O campo geomagnético da Terra circunda o planeta e se estende do núcleo da Terra ao espaço sideral. O campo entra em contato com os ventos solares, que são partículas carregadas emanadas do Sol.

Este campo possui um pólo norte e sul, que difere do norte e sul geográfico e pode se mover até 55 quilômetros por ano.

O campo geomagnético protege a atmosfera da Terra da atividade solar, que poderia ter um efeito catastrófico na camada de ozônio da Terra.

O que é a Ressonância de Schumann?

A Ressonância de Schumann é a frequência eletromagnética básica da Terra. A terra possui 8 ressonâncias, sendo a mais baixa aproximadamente 7,83 hertz. As outras frequências são 14, 20, 26, 33, 39 e 45 Hz…

Campo eletromagnético humano

O corpo humano também possui um campo magnético, sendo o coração a fonte mais forte do corpo para a atividade eletromagnética. De acordo com o HeartMath:

O coração gera o maior campo eletromagnético do corpo. O campo elétrico medido em um eletrocardiograma (ECG) é cerca de 60 vezes maior em amplitude do que as ondas cerebrais registradas em um eletroencefalograma (EEG).

Foi postulado que o campo geomagnético da Terra afeta nosso sistema nervoso, como foi compartilhado em um estudo de 2017 do Heart Math Institute.

Todos os sistemas biológicos da Terra estão expostos a um ambiente externo e interno de campos magnéticos invisíveis flutuantes de uma ampla gama de frequências. Esses campos podem afetar praticamente todas as células e circuitos em maior ou menor grau.

O pico

O pico ocorreu de 4 a 5 de abril. Durante esse período, muitos grupos, incluindo Unify Global Peace Meditation, realizaram uma meditação em massa. As razões de vários grupos incluíram ascensão terrestre, paz mundial e mudanças positivas causadas pelo vírus corona.

Fizemos isso em família … 15 horas em 4/4, atingindo mais de 2 milhões de pessoas.

Obrigado a todas as pessoas em todo o mundo que surgiram e apoiaram e trouxeram seu coração e sua luz

Em admiração à esta jornada coletiva ..

Durante essa janela de tempo, o primeiro-ministro indiano Narendra Modi pediu a 1,3 bilhão de cidadãos indianos que desligassem a eletricidade e rezassem.

O pico foi registrado por um site do Sistema de Observação Espacial da Rússia, que registra a Ressonância de Schumann. O gráfico de ressonância de Schumann exibe dados do campo magnético da Terra circulando a terra.

Meditação global coincide com pico do campo magnético da Terra - Ressonância de Schumann

Esses três dias mostram a atividade horária que ocorre nas várias frequências ressonantes de 1 a 40 Hz. O gráfico mostra o nível de intensidade de cada frequência exibida como uma cor, sendo o branco o mais intenso. Este gráfico mostra picos de 65 e 76 de potência da Ressonância de Schumann, após uma média mensal de pouco mais de 30.

Conclusão

O pico recente não mostra causalidade, apenas correlação. No entanto, se esse experimento puder ser replicado, poderá mostrar que os seres humanos podem afetar o campo geomagnético da Terra por meio de intenção coletiva. E não apenas o campo que nos afeta, como se pensava originalmente

(Fonte) via OH