A nuvem de insetos foi captada por radares meteorológicos da Inglaterra

Depois dos gafanhotos, agora são formigas voadoras que aterrorizam o planeta. Uma gigantesca nuvem desses insetos foi avistada por radares meteorológicos se dirigindo da Irlanda para o Reino Unido.

A descoberta foi feita na última sexta-feira, 17, por acaso. No começo, os especialistas acreditavam que uma imensa mancha azul detectada pelos radares se tratava de uma grande tempestade que se movia sobre o território dos dois países.

Como não ocorreram precipitações em nenhum deles, os meteorologistas fizeram uma análise mais detalhada e descobriram que a enorme mancha era o deslocamento de um gigantesco grupo de formiga voadoras.

Durante o verão (no hemisfério Norte), formigas podem voar aos céus, geralmente durante dias quentes, úmidos e sem vento”, explicou o MET Office, que é o órgão público responsável pelo acompanhamento meteorológico inglês, em seu perfil no Twitter.

O fenômeno tem a ver com formigas-rainhas se dirigindo para formar novas colônias.

Parte da nuvem de formigas voadoras se deslocou para a região de Londres e do sudeste da Inglaterra.

No hemisfério Sul, uma nuvem de gafanhotos que está na Argentina volta a preocupar agricultores no sul do Brasil. Com as temperaturas mais altas, a expectativa é de que ela possa chegar ao Rio Grande do Sul até quarta-feira, 22.

FONTE