O relógio digital do Metronome, uma das instalações artísticas mais famosas de Nova York, deixou de informar as horas, como faz há mais de 20 anos, para exibir um importante alerta para a humanidade. Desde o último sábado (19), ele iniciou a contagem regressiva para um colapso climático que a Terra pode sofrer, em decorrência do aquecimento global.

Com a frase “A Terra tem um prazo”, o projeto artístico começou a contagem do tempo restante para que atitudes sejam tomadas antes de os efeitos das mudanças climáticas se tornarem irreversíveis. Em seguida, foi exibida a sequência numérica “7:103:15:40:07”, que representa os anos, dias, horas, minutos e segundos até o prazo se encerrar, a partir daquele momento.

De acordo com os artistas Gan Golan e Andrew Boyd, responsáveis pelo “Relógio do Clima”, como o projeto foi denominado, o tempo que resta até o colapso climático foi calculado com base em dados do Instituto de Pesquisa Mercator Global Commons e Mudança Climática em Berlim, na Alemanha.

“Essa é a nossa maneira de gritar esse número do alto”, disse Golan em entrevista ao The New York Times, referindo-se ao local onde o alerta foi dado. A dupla também já fez um relógio climático portátil para a ativista sueca Greta Thunberg, em 2019.

Inspirado no Relógio do Juízo Final

O relógio do clima, que já teve versões lançadas em Berlim (Alemanha) e em Paris (França), foi inspirado no Relógio do Juízo Final (Doomsday Clock), mantido pelo Bulletin of the Atomic Scientists da Universidade de Chicago. O dispositivo simbólico, lançado em 1947, marca o tempo restante para a destruição do mundo por uma guerra nuclear.

Segundo os criadores, a inspiração para a ação também veio do National Debt Clock, igualmente instalado em Nova York. O relógio da dívida nacional mede os níveis correntes da dívida do governo dos Estados Unidos.

A previsão é de que a contagem para o colapso climático seja exibida no Metronome até o próximo domingo (27), mas os artistas estão tentando encontrar um outro local para a sua instalação permanente. A contagem também pode ser acompanhada pelo site do relógio do clima.

FONTE