Os Setênios

  • A cada 7 anos, temos que enfrentar uma crise. Do nascimento aos 42 anos, passamos por etapas que compõem o processo de afirmação. Esses cinco primeiros estágios são os mais importantes para a pessoa.
    A partir dos 42 anos, torna-se um processo de transformação.
  • PRIMEIRA ETAPA
    Idade: 0 a 7 anos
    Conflito: A DISTÂNCIA. Nesta fase é normal que as crianças temam a ausência ou a distância. O que pode tornar esse medo ainda maior é a possível morte de um parente ou animal de estimação. A separação dos pais também é um fator importante, que arraiga o medo. Se não trabalhar bem esse medo, pode-se ficar preso no medo do abandono.
    Atitude: PRESENÇA. Os pais têm de manter a sua presença nesta fase da vida, tanto qualitativa como quantitativamente. Tanto a figura materna quanto a figura paterna são essenciais.
    Elemento água. Favorecer o contato com a água é curativo nesta fase da vida. Através dele, as crianças canalizam muita energia.
    Nível de consciência O EU. As crianças precisam de limites claros e precisos, segurança. “As regras são por si só.” Não é necessário dar-lhes explicações sobre o que lhes é dito, mas eles precisam se sentir seguros.
    Sentido: SABOR. Nesta fase é essencial variar a dieta. Desta forma, eles reconhecem que nem tudo que eles gostam é nutritivo. A variedade permite-lhes aprender a desfrutar de tudo.
  • SEGUNDA ETAPA
    Idade: 7 a 14 anos
    Conflito: PROXIMIDADE. Medo do outro, que ele não me ame, que ele não goste de mim.
    Atitude: AUTONOMIA. Ajude-os a enfrentar suas situações sozinhos, a tomar suas decisões. Estar perto e acompanhá-los é a missão dos pais. “A norma é baseada em um valor”. Você tem que explicar o que você diz a eles. É fundamental que aprendam a cumprimentar e agradecer, dá-lhes um sentido de dignidade. Tempo de provocação entre as crianças. Acontece na fase escolar e na família. Se no núcleo íntimo o ridículo atinge a crueldade, os pais devem intervir.
    Elemento fogo. Favorecer a aproximação do fogo é curativo. Tempo de acampamentos e fogões, muito importante nesta época.
    Nível de consciência SOCIAL.  A solidariedade espontânea nasce nas crianças.  Devemos promover o sentimento de solidariedade, pois isso os ajuda a se valorizar como pessoas e a compreender os outros.
  • Sentido: VISÃO.  Você tem que ajudá-los a ver a vida.  Você pode assistir a vídeos ou filmes junto com as crianças e depois refletir juntos;  o que interpretaram, como se sentiram, etc.  Faça filosofia infantil.  Ensine os nomes das estrelas.  Nesta fase da vida, o ensino das constelações é algo que não se esquece mais.
  • TERCEIRA ETAPA
    Idade: 14 a 21 anos
    Conflito: MUDANÇA.  Nesta fase começa o processo hormonal de todo adolescente.  É quando se constituem como pessoas, e precisam se distanciar de seus pais.
    Atitude: SEGURANÇA.  Os pais têm que ser capazes de dizer ao filho “pode ​​contar comigo”.  Eles não precisam se envolver na vida do filho, mas sim serem como faróis, serem as referências.  Os filhos prosperam em sua consistência.  Você tem que deixá-los fazer o seu processo.  As crianças não querem pais perfeitos, mas sim pais coerentes: “Seja como faróis plantados em valores coerentes e consistentes.”
    Elemento: AR.  Devemos promover o contato ao ar livre, no espaço.  É uma cura para os adolescentes que canalizam sua energia através desse elemento.
    Nível de consciência: EXISTENCIAL.  Eles têm que aprender uma atitude crítica positiva em relação à vida.  É a fase em que eles têm que refletir sobre o sentido da vida, sobre o sentido de suas vidas.
    Sentido: TOQUE.  Promova artesanato, sentindo as coisas e trabalhando com as mãos.  Aprenda um instrumento musical.
  • QUARTA ETAPA
    Idade: 21 a 28 anos
    Conflito: CONTINUIDADE.  Rotina.  Qualquer compromisso gera um sentimento de perda de liberdade para uma pessoa.
    Atitude: CRIATIVIDADE.  As coisas ordinárias da vida devem ser feitas de maneira extraordinária.  “Mostre ser criativo”.  É um valor que as crianças devem adquirir pelo contágio da atitude dos pais.
    Elemento terra.  Contato com o parque, o jardim, a terra.  A natureza segue seu ritmo e não é rotina.  A rotina não existe, são ciclos naturais.
    Nível de consciência: TRANSPESSOAL.  Nesta fase você tem que questionar o sentido da vida.  Você começa a descobrir a missão na vida;  por que estou aqui, de onde venho, para onde vou?  O que faço da minha vida e por quê?
    Sentido: CHEIRO.  Nesta fase, prevalece o olfato, para escolher o tipo de parceiro que me acompanhará durante minha vida, trabalho, etc.  Procura desenvolver o bom senso.
  • QUINTA ETAPA
    Idade: 28 a 42 anos (2 etapas juntas)
    Conflito: PERDER.  Perder o que gostava de fazer, meu esporte, o tempo que tinha para mim, trabalho, segurança material, virilidade, juventude, etc.
    Atitude: VOCÊ NÃO PRECISA TER, VOCÊ TEM QUE SER.  É hora de dedicar tempo e energia ao seu ser interior.  “Crescimento e afirmação interior”
    Elemento: LUZ/SOL.  Hora de ser claro.  A solidão é necessária;  Não é isolamento, é encontro consigo mesmo.
    Nível de consciência: UNIDADE.  Conscientização da comunidade.  Eu não sou, nós somos.  Nesta fase é necessário adotar a gratidão e o sorriso, como atitude de vida.  Quem consegue, em vez de se deprimir e reclamar, é quem aprendeu a viver.
    Sentido: AUDIÇÃO.  Ouça-nos e ouça-o.  É hora de ouvir e aprender.  Preste atenção ao mais sagrado de si mesmo.  Aprenda a ouvir.
    A partir dos 42 anos, os medos são espelhados com as idades anteriores correspondentes.  Se eu realmente aprendi a viver, então…
  • SEXTA ETAPA
    Idade: 42 a 49 anos
    Conflito: CONTINUIDADE.  Se trabalhei meus medos, nessa idade não tenho medo da rotina.  O que eu quero é fundamentar tudo o que aprendi.  A pessoa vive para o lazer, sente um grande desejo de transmitir e dar.  Ele não fica entediado, sempre encontra uma maneira criativa de se entregar e se comunicar.  Ele procura estar em contato com a terra, em seu jardim ou regar suas plantas.  Se ele não trabalhou seus medos, em vez de “ser”, ele procurará “ter”.  Em vez de estar em contato com a terra, ele vai querer possuir coisas, possuir terra.  Esta idade é a última oportunidade que tenho de saber qual é a minha missão pessoal na vida.  O sentido é o olfato.  A pessoa que superou seu medo, encontra a sabedoria escondida nos aromas.  Aprecie as essências, incensos leves, etc.
  • SÉTIMA ETAPA
    Idade: 49 a 56 anos
    Conflito: MUDANÇA.  Se a pessoa não trabalhou dentro de si, nessa idade procurará segurança fora, nos outros ou nos filhos.  A amizade volta, o reencontro com os amigos, o sentimento “pode ​​contar comigo”.  O nível de consciência é existencial.  Se a pessoa não cresceu, adotará uma atitude crítica negativa em relação à vida.  Se cresceu internamente, será uma pessoa positiva, que colabora e participa para que as coisas melhorem.  O sentido é o tato.  Volta às atividades manuais, para redescobrir o amor no casal.
  • OITAVA ETAPA
    Idade: 56 a 63 anos
    Conflito: PROXIMIDADE.  Se a pessoa não superou seus medos, nessa fase ela terá muito medo do outro, de prejudicar a si mesma ou a seus filhos.  Pânico diante da insegurança e do dano.  Se ele não trabalhou, com medo, ele vai fechar.  Em vez de autonomia, ele se tranca em sua casa, não sai.  Sentido é fogo;  procurando compartilhar assados, fazer fogueiras.  O nível de consciência é o social.  Se você cresceu como pessoa, quer ser útil, ouvir, participar e entrar em contato com a realidade.
  • NONA FASE
    Idade: 63 a 70 anos
    Conflito: ABANDONO.  Se você não trabalhou seus medos, a pessoa exige presença.  Ele é mau diante da vida e quer se encher de vida, então faz reivindicações de presença, tempo, energia.  Ele é egoísta e fica doente para chamar atenção.  Você tem que limitar essas pessoas.  O elemento é a água e ajuda a dissolver os medos internos.  O sentido é o sabor.  Se aprendeu a viver, a pessoa come pouco, mas come bem.  Sua comida fala do seu estado de consciência.
  • DÉCIMA ETAPA
    Idade: 70 a 84 anos
    Conflito: PERDER.  Se a pessoa trabalhou seus medos, ela sabe que a vida não termina com a morte, é apenas um passo.  Ele não tem medo de perder.  Ele é um farol para os outros, ele ama o sol e abre todas as janelas de sua casa para deixar entrar a luz.  O nível de consciência é a unidade, e eles se preocupam com a união e a família.  O sentido é a audição.  A pessoa ouve duas vezes mais do que fala.  Ouça com atenção o que você tem a dizer e não se encha de palavras.  Caso contrário, ele fala duas vezes mais do que ouve.
  • A.D
    Por @despertarodivino

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: