Meteorito com organismo alienígena atingiu Terra, revela governo dos EUA

Cientistas e oficiais militares dos EUA agora acreditam que a Terra foi atingida por um meteoro de outro Sistema Solar em 2014, antes da descoberta em 2017 da rocha espacial extra-solar Oumuamua

O Comando Espacial dos EUA confirmou as descobertas dos cientistas de Harvard de que uma rocha espacial vinda de outro sistema estelar atingiu a Terra em 2014.

O anúncio muda a data da primeira descoberta confirmada de um visitante extra-solar em três anos, e levanta a possibilidade, ainda que remota, de coletar fragmentos do meteorito alienígena do oceano Pacífico, onde explodiu em uma bola de fogo.

A descoberta sugere ainda que rochas do espaço extra-solar podem ser visitantes mais comuns do que se pensava em nosso sistema solar.

Em 6 de abril, o Comando Espacial emitiu um memorando confirmando o trabalho dos astrônomos de Harvard Amir Siraj e Abraham Loeb, observando que a velocidade e a trajetória do meteoro sugeriam que a rocha espacial era de origem extra-solar.

Siraj e Loeb escreveram um artigo em 2019 defendendo uma origem extra-solar para o meteoro e o publicaram no servidor de preprint científico ArXiv. Mas a dupla não conseguiu publicar o artigo em uma revista científica revisada por pares devido à sua dependência de dados de alguns sensores usados ​​pelo Departamento de Defesa dos EUA, de acordo com relatórios da Vice.

Após a descoberta de Oumuamua, um asteroide grande e alongado que passa pelo nosso Sistema Solar e, em última análise, determinado como sendo de origem interestelar, Loeb e Siraj começaram a pesquisar dados históricos do Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra (Center for Near Earth Object Studies, CNEOS) da Nasa em busca de evidências de pequenos meteoros que também poderiam ter vindo de fora do Sistema Solar e queimado na atmosfera da Terra.

Um desses meteoros gerou uma bola de fogo detectada perto de Papua Nova Guiné em 8 de janeiro de 2014, e os dados do CNEOS indicaram que veio de um pequeno meteoro que estava viajando excepcionalmente rápido em relação ao Sol, uma indicação de que se originou fora do nosso Sistema Solar.

FONTE

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: