Quando as conspirações perderam a graça e viraram armas.

Foi-se o tempo em que Arquivo X era a nossa conspiração, Planeta Nibiru, Caixões da FEMA, entre outros clássicos da internet. Ah que saudade daquela Nova Ordem Mundial raíz… Agora foi o boi (muuuuuu) pra corda.

Quando a chave virou? O que aconteceu no meio do caminho? Pois bem, isso se chama comandar nações, da forma errada. E isso serve para vários países, onde lunáticos assumem a presidência e seus seguidores colocam as asinhas de fora para explorar os mais obscuros e profundos pensamentos birutas. 

“Quanto mais fácil de manipular o fantoche, melhor ele dança” – Mr.Robot 

Nosso site começou com conspirações, baseado nas polêmicas que os livros de história jamais iriam mostrar. Falávamos sobre Bohemian Grove, Caixões da Fema, Lei Marcial, Explosão do Yellowstone, testes com o projeto HAARP, tudo isso era incrível e inocente em suas pesquisas e até, um modo de instigar as pessoas a pensar, procurar, ler mais. 

O problema começou quando os apoiadores de Trump começaram a levar as “Teorias da Conspiração” para o lado político, contra os adversários, não demorou para isso chegar ao Brasil, onde o líder viraria um tapete se precisasse, para que Trump desfilasse. Aí juntou a fome com a vontade de comer. Estavam abertas as portas do manicômio. 

Todas as tias e tios, avós e avôs com falta de alguns hormônios começaram a achar cabelo em ovo em todo lugar, em tudo o que acontecia. Desde tráfico de crianças, adrenochrome, 5G, Terra Oca e por aí vai. O problema é que se instaurou o caos e vários sites que tratavam de história e demais assuntos caíram em um pente fino criado pelos sites e redes sociais para tentar parar esse povo lunático. Muito material sério, por conter palavras envolvendo essas teorias acabam saindo do ar. Triste. 

O que antes era uma diversão é apenas Teoria, se tornou então alvo de várias investigações, e com razão, afinal, conseguiram a façanha de distorcer algo que já era distorcido, as teorias, nada mais que isso. E com pessoas de meia idade com grande carga de raiva e pouco expertise nas redes sociais, tudo o que aparecia era compartilhado, virando verdades para eles.

As tias do zap, aqueles almoços de famílias caóticos com brigas afirmando absurdos, tudo isso se tornou um padrão, principalmente aqui no Brasil, onde houve pouca instrução e muito compartilhamento, química exata para dar tudo errado. 

“é bom ter uma mente aberta, mas não a ponto do cérebro cair da cabeça”

Este vídeo do Caue Moura exemplifica muito bem tudo isso. Chegamos ao nível assustador destas mensagens e compartilhamentos que ele apresenta aqui:

Obrigado Cauê!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: