Pilares musicais da Índia

Na região sul da Índia, mais precisamente no Estado de Karnataka, se encontram duas regiões que destoam das características urbanas e populacionais locais. Embora tenha uma população de 50 milhões de habitantes, em sua zona rural encontram-se dois lugares únicos. Tão únicos que são considerados patrimônio mundial da UNESCO, tamanha sua importância e peculiaridade.

São as regiões de Hampi e de Pattadakal. Lugares onde se encontram muitos templos e palácios, onde a cultura prevalece por todos os lugares. “Um Estado, muitos mundos”, diz a propaganda oficial. Quando se adentra pelas ruínas de Hampi, logo percebe-se o quanto isso é verdadeiro e não metafórico. Consequências de quando era capital do império indiano de Vijayanagara.

Entre os muitos templos abertos a visitação, o templo de Vijaya Vitthala possui a maior estrutura, considerado um complexo de vários templos dedicados a Lord Vitthala, uma encarnação do Deus Vishnu. Esses templos apresentam em seus pilares o que chamam de pilares SaregamaSaReGaMa, são quatro das sete notas musicais.

Em Hampi encontram-se 56 pilares musicais. Quando esses pilares são tocados, ecoa uma sonoridade leve. Os turistas são orientados a não tocar nos pilares a fim de não provocar danos. Um estudou revelou que para o pilar ser tocado, usa-se o polegar, cuja vibração tende a ter a sonoridade de um sino. A causa natural da sonoridade desses pilares se deve a presença de metais e silício.

pilares musicais de Hampi

Helder Santos | FONTE

Pilar de ferro de Déli

Pilar de ferro de Déli é uma coluna de ferro de sete metros de altura que faz parte do Complexo de Qutb, localizado na cidade de Déli, na Índia, e que é famosa por sua composição resistente à ferrugem dos metais utilizados na sua construção. O pilar tem atraído a atenção de arqueólogos e metalúrgicos e tem sido classificado como “um testemunho da habilidade dos antigos ferreiros indianos” por causa de sua alta resistência à corrosão. Os resultados de testes de resistência à corrosão de uma camada uniforme cristalina de fosfato de ferro e hidrogênio formaram fósforo com elevado teor de ferro, o que serve para a proteger o pilar dos efeitos do clima local de Déli. Acredita-se que o nome da cidade de Déli foi inspirado em uma lenda associada ao pilar.

A altura do pilar, desde o topo até a parte inferior da sua base, é de 7,21 metros. Sua base em forma de bulbo tem 0,71 metro de altura. A base se assenta sobre uma grelha de barras de ferro soldadas com chumbo na camada superior do pavimento de pedra lavrada. O diâmetro inferior do pilar é de 16,4 cm e o seu diâmetro superior é de 12,05 cm. Estima-se que o pilar pese mais de seis toneladas.

O pilar foi fabricado através do processo de soldagem forjada e é composto por 98% de ferro forjado puro. Em um relatório publicado na revista Current Science, R. Balasubramaniam, do Instituto Indiano de Tecnologia de Kanpur, explica que a resistência do pilar à corrosão acontece devido a uma película protetora passiva. A presença de partículas da segunda fase (como óxidos de ferro não reduzidos) na microestrutura do ferro, grandes quantidades de fósforo no metal e a molhagem e secagem alternadas sob condições atmosféricas são três dos fatores principais na formação dessa película protetora. [FONTE]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: